Conecte-se conosco

Bom Princípio

Tenente bom de bola é cidadão bom-principiense

Publicado

em

Não apenas um homem de respeito, mas uma família de respeito. Assim pode ser qualificado o clã que provém de Nilo Sérgio da Rosa. Esposa e filhos estavam, ao seu lado, na segunda, na Câmara de Vereadores de Bom Princípio, prestigiando um momento de imensa emoção para o patriarca.

Nilo Sérgio da Rosa chegou à Câmara de Vereadores de Bom Princípio pouco antes das 19h para receber o título de cidadão Bom-principiense. Sabia que o momento seria único em sua vida, mas, não esperava que tantas homenagens lhe fossem prestadas.

No começo da década de 1980, antes mesmo de Bom Princípio ser emancipado, Nilo formava-se policial e uniu-se em matrimônio com sua amada Suzete. Depois de morar em Montenegro resolveu migrar para Bom Princípio onde viria a trabalhar. “O comandante me dizia que eu, como ‘negrão’ iria trabalhar em terra de ‘alemão’. Mas eu sabia, que se trabalhasse sério, isso não seria problema, muito pelo contrário”, contou Nilo, fazendo relação às questões étnicas que poderiam representar problema. Mas, sabe-se que isso jamais foi problema para Nilo e sua família. Por sinal, uma bela família, constituída com base nos preceitos de bondade e humanidade. Junto com a esposa, construiu sua casa onde criou e educou Leonardo e Caroline.

Na sessão, por si só, a emoção rolou solta. Nilo retirava os óculos e limpava as lágrimas. As falas na tribuna se sucediam. Primeiro o presidente da casa, João Augusto Rodrigues da Silva, fez referência ao homenageado. “Amigo Nilo. Bom-principiense Nilo. Muito obrigado. Não apenas como tenente, mas como ser humano, o trabalho que fizestes e fazes por Bom Princípio é digno de reverências”, destacou João Rodrigues.

Foi vez então do prefeito Fábio Persch que fez uso da palavra. Lembrou dos tempos de crianças e até brincou com a questão clubística de Nilo. “O tenente Nilo, jogando futebol, era um nobre. Não ofendia ninguém nem dentro e nem fora das quatro linhas. Hoje, como cidadão bom-principiense, justifica-se, ainda mais, a cor vermelha da camisa do seu time do coração. Seu time agora é Bom Princípio”, mencionou o prefeito.

“Nilo, mesmo pequeno na estatura é tão grande quanto o momento que representa a nossa maior festa. Festa do Moranguinho que, por sinal, ele vive com intensidade, indiferente de quem esteja à frente da organização. Tenente Nilo, é, também, nosso porto seguro”, pontuou o vice-prefeito João Guilherme Weschenfelder.

Falando em nome da bancada do MDB o vereador Inácio Wilibaldo Weber enalteceu o trabalho de Nilo. “Quero saudar também o tenente Nilo que hoje é homenageado por proposição do vereador Dárcio. O Nilo é amigo de Bom Princípio e um ser humano exemplar. Gostaria também de parabenizar ao novo cidadão bom-principiense”, frisou Weber.

Líder de bancada do PSDB, Gilmar Haas, também fez uso da palavra. Segundo o vereador “o tenente Nilo, que não nasceu aqui, como tantas outras pessoas que vivem em Bom Princípio. Mas, ele é exemplo de cidadão comprometido. Que todos possam seguir os seus passos, engajando-se na vida do município e trabalhando pelo bem de todos”.

Veio então a fala de Dárcio Schneider, o propositor do projeto. Muito emocionado e movido pelo que era dito, Nilo olhava para esposa e filhos. A troca de olhares era recíproca, todos, estupefatos, de alegria e reconhecimento pela obra do patriarca. Lembrou Dárcio, a presença da professora Tereza Clarinda Hoff, que sugeriu a ele tal homenagem. Recorda o vereador que Nilo, além de todos os trabalhos que realiza em favor à sociedade atua também como voluntário no cuidado de pessoas que necessitem de auxílio. “Tenho a certeza de que hoje posso exaltar o nosso amigo Nilo, como o homem que lutou, luta e sei que continuará lutando para transformar o nosso município e país em um lugar mais digno para todos”, frisou Dárcio Schneider, lembrando Aristóteles que mencionava: “A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las”.

Nilo, por sua vez, com os olhos ainda marejados e totalmente fora da zona de conforto, foi ao microfone e falou de improviso, deixando de lado o que havia preparado. Deixou falar o sentimento. A emoção. E assim, não apenas agradeceu, como deixou o seu modo de viver. Segundo ele, apenas a doação ao próximo permite que possamos evoluir e assim fazer com que a nossa sociedade e desenvolva e o mundo seja melhor. “Somente quando fizemos o bem para o outro e deixamos de lado o nosso eu poderemos construir um mundo para todos”, pontuou ao final.

Nem mesmo Leonardo, seu filho e talentoso jornalista, seria capaz de expressar em palavras tudo o que ali acontecera. Sabia que o seu pai “era o cara”, mas não ousou descrever tudo em letras. Fez os seus registros da melhor maneira, através de fotos, e guardou nos corações da família, de maneira indelével, cada momento, afinal, Nilo Sérgio da Rosa, naquele instante, deixara de ser um policial de destaque, para se tornar um cidadão honorário da terra que a família adotou como sua.

Bom Princípio

Formatura de colorado viraliza na internet

Publicado

em

https://www.youtube.com/watch?v=EliFi8kmQoo
É nesse endereço que se pode ver a emoção do jovem Francisco Baumgratz, na semana passada, quando recebeu o diploma de Técnico em Mecânica, na Fundação Liberato. Filho de Tânia e Vanderlei “Deco” Baumgratz não se fez de rogado ao escolher a trilha sonora da sua entrada triunfal. Foi com a narração de Pedro Ernesto Denardin, do gol histórico de Adriano Gabiru, dando o título mundial ao Sport Club Internacional.
Ainda que tivesse apenas seis quando do título, Chico, lembra ter ouvido o gol na Gaúcha, sentado no colo do seu pai. 13 anos depois, poucos dias antes da celebração do aniversário do título colorado, Baumgratz fez lembrar do momento que marcou sua vida quando menino. “Como estava chegando dia 17, decidi unir dois momentos muito importantes para mim com essa homenagem ao Mundial e ao meu ídolo Fernandão”, destacou o mais novo técnico em Mecânica.
Destaque na mídia gaúcha, o vídeo viralizou, tendo mais de 100 mil pessoas assistido o mesmo pelo twitter, isso sem contar as milhares de pessoas que receberam o mesmo pelo whatsapp, fazendo com que a história de Francisco Baumgratz fosse contada em prosa e verso nas mídias tradicionais do Rio Grande do Sul e comentada até por dirigentes do Inter.

Continuar Lendo

Bom Princípio

Lucro da Festa do Moranguinho é de R$ 590 mil

Publicado

em

E quem foi que disse que “segunda-feira é o pior dia da semana”? Para o presidente da 18ª Festa Nacional do Moranguinho, Leandro Dewes, uma segunda-feira como essa de 11 de novembro merecia ser valorizada com o anúncio que se esperava desde o final de setembro: o resultado financeiro da Festa Nacional do Moranguinho.
“Juntos fizemos a mais linda festa do moranguinho de todos os tempos! E com os melhores resultados até então. Isso tudo fruto da enorme capacidade de todos. Obtivemos nesta edição um lucro de R$ 590.869,14”, destacou Leandro Dewes, dando o mérito à comissão organizadora da festa e a todos que se envolveram nela.
De acordo com Dewes, com este excelente resultado a Associação Comunitário Bom Princípio, que é quem está à frente da Festa do Moranguinho, irá beneficiar o maior número de pessoas, de forma a gratificar de alguma forma, cada munícipe residente em Bom Princípio.
Segue abaixo os locais onde serão aplicados os recursos:

  • R$ 29.543,45, o que representa 5% do total, será repassado para a Brigada Militar, conforme tratado previamente.
  • Será realizada reformar do caminhão do Corpo de Bombeiros, conforme solicitado pelo comandante Paulo Portinho.
  • Compra de telhas para o prédio da Escola Monsenhor José Becker.
  • Destinação de R$ 100 mil para execução de nova praça no loteamento Jardim do Vale, conforme tratado com o presidente da câmara de vereadores, João Rodrigues, quando da confirmação do apoio legislativo à festa.
  • Reestruturação da Praça do Paraíso do Vale, com a instalação de postes, brinquedos, muroflor.
  • Destinação de recursos para praça no Bom Fim Alto, no loteamento Primavera.
  • Destinação de verba para implementação de praça na rua Irmão Weibert, na Vila Schmitz.
  • Destinação de verba para implementação de Praça na rua da Saibreira, no Morro Tico-tico.
  • Destinação de verba para implementação de Praça na localidade de Paraíso.
  • Destinação de verba para implementação de Praça no Loteamento Gauger.
  • Aquisição de dois ar condicionado de 30 mil BTUS para o Centro de Convivências.
  • Cercamento da praça do Parque municipal e quadros elétricos.
  • Destinação de R$ 100 mil a serem repartidos entre escolas e EMEIS do município para a execução de obras e compras de equipamentos.
  • E, por fim, destinação de R$ 100 mil para a revitalização do antigo traçado da RS 122.

De acordo com o prefeito Fábio Persch, que participou da solenidade juntamente com a imprensa regional, o sucesso da festa tem relação com o histórico do evento, que está em uma crescente, além do que conta com uma comissão organizadora focada e empenhada para que a Festa Nacional do Moranguinho seja a face de Bom Princípio e de sua comunidade. “Como prefeito só tenho que agradecer, pois tive o privilégio de ver, nos nossos primeiros anos de mandato, serem realizadas as duas maiores festas que a nossa região já viu. O mérito é de todos. Destaco o profissionalismo que há na comissão organizadora e o comprometimento de cada um dos que atuam em favor de Bom Princípio e sua festa maior”, frisou Fábio Persch lembrando que somadas as duas edições da Festa Nacional do Moranguinho, realizadas em 2017 e 2019, passaram por Bom Princípio, 253 mil pessoas. “Somos um município de apenas 14 mil moradores e conseguimos, graças à nossa festa, estar na vitrine do Estado e do país”, destacou o prefeito, lembrando que o evento de 2019 contou também com shows internacionais, vindos da Argentina e da Alemanha, ampliando assim o seu aspecto cultural.
O presidente da festa destaca ainda que boa parte do êxito do evento pode ser creditado ao envolvimento da comunidade e das entidades, lembrando que a contratação dos shows foi feita em parceria com uma produtora, que teve suas responsabilidades e também retorno financeiro. “Agradecemos a confiança que a produtora em nós depositou aceitando trazer grandes shows a Bom Princípio, sendo excelente para ela e também para nós o resultado de público. No que diz respeito ao retorno obtido, agradecemos, em especial, às pessoas que viveram a Festa do Moranguinho, fazendo com que, em 10 dias, boa parte do país sentisse o aroma dos morangos que surgiam nas mídias tradicionais e sociais. O sucesso do evento é reflexo de um esforço conjunto”, pontuou Dewes, evidenciando que a organização do evento fica por conta da Associação Comunitária Bom Princípio e os seus muitos voluntários.
Não se pode mensurar o giro financeiro total que a Festa do Moranguinho tem, afinal, a comunidade como um todo está envolvida. São restaurantes, hotéis, estacionamentos, postos de combustíveis e, especialmente, produtores de morangos, que comercializam expressivos valores durante a festa, ainda que não estejam dentro do parque municipal. No lucro de R$ 590,8 mil também não foi feita qualquer cálculo que envolvesse as entidades, como clubes de futebol, CTG ou clube de mães, que tiveram estande na festa. Se isso fosse contabilizado o retorno financeiro direto da festa iria, no mínimo, dobrar.
Com apenas 10 dias de festa, 130 mil pessoas passaram pelo parque municipal, trazendo este envolvimento popular, também, bom êxito financeiro, para a entidade que organiza a festa, e, claro, às entidades envolvidas. Afinal, uma festa bem-sucedida como esta traz bons resultados para aquelas entidades que dela participaram, tendo sidos comercializados nesta edição da Festa Nacional do Moranguinho, mais de 27 toneladas de morango. O reflexo do exitoso evento de setembro, em Bom Princípio, será percebido por muitos anos em Bom Princípio.

Continuar Lendo

Bom Princípio

Festa do Seminário revive histórias

Publicado

em

A Festa do Seminário de Bom Princípio é uma das maiores tradições religiosas e comunitárias do vale do Caí, isso há cerca de 50 anos. Assim, no domingo, dia 20 de outubro, mais de mil pessoas sentaram-se às mesas para almoçar, celebrando a união e ajudando na manutenção da casa de formação de sacerdotes.
O evento, grandioso por natureza, foi bastante simples, com buffet, orações, boa cerveja, música e dança. O mais interessante, contudo, foi a relação entre as pessoas das mais diferentes comunidades, afinal, os festeiros que atuaram na organização do evento não eram apenas de Bom Princípio, mas como de boa parte de Diocese da Alegria. Após a bênção de Dom Carlos e dos padres presentes iniciou a programação da festa em si, já que a parte da fé estava finalizada, com grande número de fiéis na Igreja Matriz.
Muitos foram os ex-seminaristas presentes no evento, trazendo à tona um turbilhão de lembranças de outros tempos. Tempos em que mais de 100 alunos estudavam na casa que hoje tem formatação totalmente diferente de então.
Dentre os presentes na festa, o encontro dos formandos de 1990. Ainda que nem todos os que naquele ano concluíram o segundo grau estavam presentes, o evento marcou o reencontro de leigos e sacerdotes. Alguns não se viam desde então, portanto, estavam separados por um vão de tempo de quase três décadas.
Mas, o mesmo tempo que afasta, reaproxima. Assim, vindos de perto ou de longe, os seminaristas de então recordaram os tempos idos e partilharam de momentos que devem acontecer de maneira mais rotineira.
O seminário não formou apenas padres, mas também leigos de boa conduta e importantes em contexto social.
Assim como fez a turma de formandos de 1990, assim outras turmas o fazem sempre tentando ajudar a entidade na qual estudaram e cresceram para a vida em sociedade.

Continuar Lendo

Trending