Conecte-se conosco

Bom Princípio

Tenente bom de bola é cidadão bom-principiense

Publicado

em

Não apenas um homem de respeito, mas uma família de respeito. Assim pode ser qualificado o clã que provém de Nilo Sérgio da Rosa. Esposa e filhos estavam, ao seu lado, na segunda, na Câmara de Vereadores de Bom Princípio, prestigiando um momento de imensa emoção para o patriarca.

Nilo Sérgio da Rosa chegou à Câmara de Vereadores de Bom Princípio pouco antes das 19h para receber o título de cidadão Bom-principiense. Sabia que o momento seria único em sua vida, mas, não esperava que tantas homenagens lhe fossem prestadas.

No começo da década de 1980, antes mesmo de Bom Princípio ser emancipado, Nilo formava-se policial e uniu-se em matrimônio com sua amada Suzete. Depois de morar em Montenegro resolveu migrar para Bom Princípio onde viria a trabalhar. “O comandante me dizia que eu, como ‘negrão’ iria trabalhar em terra de ‘alemão’. Mas eu sabia, que se trabalhasse sério, isso não seria problema, muito pelo contrário”, contou Nilo, fazendo relação às questões étnicas que poderiam representar problema. Mas, sabe-se que isso jamais foi problema para Nilo e sua família. Por sinal, uma bela família, constituída com base nos preceitos de bondade e humanidade. Junto com a esposa, construiu sua casa onde criou e educou Leonardo e Caroline.

Na sessão, por si só, a emoção rolou solta. Nilo retirava os óculos e limpava as lágrimas. As falas na tribuna se sucediam. Primeiro o presidente da casa, João Augusto Rodrigues da Silva, fez referência ao homenageado. “Amigo Nilo. Bom-principiense Nilo. Muito obrigado. Não apenas como tenente, mas como ser humano, o trabalho que fizestes e fazes por Bom Princípio é digno de reverências”, destacou João Rodrigues.

Foi vez então do prefeito Fábio Persch que fez uso da palavra. Lembrou dos tempos de crianças e até brincou com a questão clubística de Nilo. “O tenente Nilo, jogando futebol, era um nobre. Não ofendia ninguém nem dentro e nem fora das quatro linhas. Hoje, como cidadão bom-principiense, justifica-se, ainda mais, a cor vermelha da camisa do seu time do coração. Seu time agora é Bom Princípio”, mencionou o prefeito.

“Nilo, mesmo pequeno na estatura é tão grande quanto o momento que representa a nossa maior festa. Festa do Moranguinho que, por sinal, ele vive com intensidade, indiferente de quem esteja à frente da organização. Tenente Nilo, é, também, nosso porto seguro”, pontuou o vice-prefeito João Guilherme Weschenfelder.

Falando em nome da bancada do MDB o vereador Inácio Wilibaldo Weber enalteceu o trabalho de Nilo. “Quero saudar também o tenente Nilo que hoje é homenageado por proposição do vereador Dárcio. O Nilo é amigo de Bom Princípio e um ser humano exemplar. Gostaria também de parabenizar ao novo cidadão bom-principiense”, frisou Weber.

Líder de bancada do PSDB, Gilmar Haas, também fez uso da palavra. Segundo o vereador “o tenente Nilo, que não nasceu aqui, como tantas outras pessoas que vivem em Bom Princípio. Mas, ele é exemplo de cidadão comprometido. Que todos possam seguir os seus passos, engajando-se na vida do município e trabalhando pelo bem de todos”.

Veio então a fala de Dárcio Schneider, o propositor do projeto. Muito emocionado e movido pelo que era dito, Nilo olhava para esposa e filhos. A troca de olhares era recíproca, todos, estupefatos, de alegria e reconhecimento pela obra do patriarca. Lembrou Dárcio, a presença da professora Tereza Clarinda Hoff, que sugeriu a ele tal homenagem. Recorda o vereador que Nilo, além de todos os trabalhos que realiza em favor à sociedade atua também como voluntário no cuidado de pessoas que necessitem de auxílio. “Tenho a certeza de que hoje posso exaltar o nosso amigo Nilo, como o homem que lutou, luta e sei que continuará lutando para transformar o nosso município e país em um lugar mais digno para todos”, frisou Dárcio Schneider, lembrando Aristóteles que mencionava: “A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las”.

Nilo, por sua vez, com os olhos ainda marejados e totalmente fora da zona de conforto, foi ao microfone e falou de improviso, deixando de lado o que havia preparado. Deixou falar o sentimento. A emoção. E assim, não apenas agradeceu, como deixou o seu modo de viver. Segundo ele, apenas a doação ao próximo permite que possamos evoluir e assim fazer com que a nossa sociedade e desenvolva e o mundo seja melhor. “Somente quando fizemos o bem para o outro e deixamos de lado o nosso eu poderemos construir um mundo para todos”, pontuou ao final.

Nem mesmo Leonardo, seu filho e talentoso jornalista, seria capaz de expressar em palavras tudo o que ali acontecera. Sabia que o seu pai “era o cara”, mas não ousou descrever tudo em letras. Fez os seus registros da melhor maneira, através de fotos, e guardou nos corações da família, de maneira indelével, cada momento, afinal, Nilo Sérgio da Rosa, naquele instante, deixara de ser um policial de destaque, para se tornar um cidadão honorário da terra que a família adotou como sua.

Bom Princípio

Sabores de Morango para nunca mais esquecer

Publicado

em

Realizado na tarde de domingo, com ares de inverno, o Curso de Sabores em um Reino de Bons Princípios, sob a coordenação da culinarista Paula Teresinha Specht e de Carla Maria Specht, com o apoio da Emater e da Comissão Organizadora da Festa Nacional do Moranguinho foi exitoso, de tal forma que os produtos elaborados no Centro de Convivências puderam ser servidos e degustados pelos bom-principienses.
De acordo com a culinarista Paula Teresinha Specht, que é nutricionista e também dá cursos de gastronomia nas mais diferentes áreas, os morangos são uma rica possibilidade culinária, não apenas por seus nutrientes, cores e sabores. É possível, assim, ir muito além do convencional, trazendo novidades à Festa do Moranguinho. Certamente em setembro, muitos dos pratos na festa estarão. É só aguardar e provar.

Continuar Lendo

Bom Princípio

Soberanas brilham e trajes são lançados

Publicado

em

Se a ideia era construir pontes entre Brasil e Alemanha, reforçando o intercâmbio com Klüsserath, esta, de pronto, foi alcançada no lançamento dos trajes das soberanas da Festa Nacional do Moranguinho, até porque, ninguém melhor que os grupos de danças Winterschneiss e Meine Freunde para representar a questão cultural. Contudo, bandeiras e trajes típicos foram apenas um chamarisco para atrair os olhares. Viriam, atrás das bandeiras, estonteantes, as soberanas da festa mais gostosa do Brasil.

Andressa Henz e Daniela Flach foram as primeiras a serem chamadas, para que depois, como princesas, ladeassem a rainha Caroline Reuss. Flashes espocavam de todos os lados, mas não eram necessários, pois o sorriso da corte da 18ª Festa Nacional do Moranguinho dispensava holofotes.

OS VESTIDOS

Os vestidos das Soberanas da 18ª Festa Nacional do Moranguinho, tem estilo colonial que vem trazendo o retrato da agricultura. O maior símbolo da nossa festa é a fruta do morango, mas sem o seu ator principal, o agricultor não seria possível a construção de tão grande festa.

O vestido da rainha retrata o cuidado com o plantio, a terra vem representada pelo marrom, que está associado à natureza, ao conforto e a simplicidade. Também é a cor que nos liga ao que vem da terra, trazendo estabilidade e confiança. Os morangos que são plantados nela, estão espalhados pela vestimenta demonstrando o carinho com que se manuseia essa fruta saborosa e delicada. O dourado vem trazer o trabalho de muitas mãos para que o cultivo da nobre fruta seja bem realizado.

A cor dourada está profundamente relacionada a tudo aquilo que indica riqueza, poder, prosperidade e vitórias. Para os cristãos, o dourado é uma cor divina associada a imagem de Jesus Cristo. Para eles, os ensinamentos de Jesus são reluzentes como o ouro. E nosso maior tesouro são os nossos morangos.

O vestido das princesas representa o cuidado com a fruta, desde a semente, as folhas, o solo e toda a preparação do berço dos mais saborosos morangos. Cor refrescante, o verde está relacionado ao elemento madeira e representa longevidade, força e esperança, crescimento, renovação e plenitude. E o marrom neste traje traz a segurança de uma base sólida e estável para confiar no trabalho daqueles que tanto cuidam dos nossos alimentos. Novamente aqui os morangos são gentilmente apresentados como em sua colheita, lindos, fartos, vivos e brilhantes.

As mangas em telas douradas, trazem o gostinho colonial que vem do berço da colonização alemã, tradição, cultura e religiosidade são representados por uma peça única e distinta, que amarra com maestria o verdadeiro sentido da Festa Nacional do Moranguinho, a crença de um povo trabalhador.

O trio soberano em sua formação representa não só uma festa, mas uma crença, a fé no homem e no solo que manuseia, a solidez de muitos anos de pratica e cuidado, o carinho e o amor com que trabalha, produz, planta, colhe e leva até seus moradores e visitantes. Mais uma vez nossa festa vem elevar sua maior riqueza, a agricultura.


AS PALAVRAS DA CORTE

Em discursos movidos pela emoção, as soberanas falaram frente ao grande público do centro de eventos.

“As cores e bordados que aqui apresentamos são parte da simbologia de um Reino de Bons Princípios. E para nós, um bom princípio é sermos humildes, caridosas, afetuosas, simpáticas, enfim, um bom princípio é sermos doces tal a nossa festa. Nem todos os dias nos sentimos dispostas a sorrir, mas quando pensamos que representamos ao nosso município, a nossa festa, de pronto volta o brilho à nossa face. É assim que queremos que vocês o façam. Todos os dias. Acordem e busquem por felicidade, sejam a felicidade. Vocês são nossos aliados em bem divulgar a Festa Nacional do Moranguinho. Sintam-se, todos, convidados a fazer parte desta festa e, tragam seus familiares, amigos, enfim, venham todos. Setembro é logo ali e esperamos por vocês com o que temos de melhor em Bom Princípio: moranguinhos e alegria de viver”, falou a presidente Andressa Henz, como primeira a usar do microfone.

“Quando criança, ainda menina pequena, víamos histórias de rainhas e reinos, mas eu, sinceramente, não me imagina em meio a esta corte, no dia de hoje. Nos despimos de todas as questões pessoais para viver, com estes belos trajes, momentos de encanto sem fim. Mas, mesmo que tudo possa parecer tão diferente, frente a vocês, acreditem, somos as mesmas de sempre. Repletas de orgulho por nossa terra do Moranguinho. Tenham em nós não uma corte intocável ou perfeita, mas pessoas que valorizam a sua comunidade na essência. Cantem e vibrem conosco, afinal, é nossa a Festa Nacional do Moranguinho. Uma festa para todos, onde há o encontro das pessoas e as delícias do morango. Você é o nosso convidado a participar da mais gostosa festa do Sul do Brasil”, pontuou, com brilho nos olhos, Daniela Flach.

Viria então a fala oficial da rainha Caroline Reuss, que de pronto quebrou o protocolo questionando: “Precisa dizer que estamos muito felizes?”. A resposta era tão óbvia quanto é a beleza do trio de mulheres bom-principienses. 
“Muito boa tarde queridos e queridas! O sentimento que se tem na vida jamais poderá ser descrito em palavras. Assim, não ousaria aqui explicar o que estamos sentindo. Mas, certamente, é uma prévia do que iremos viver, com total intensidade, a partir de hoje. Um domingo com ares de inverno aquecido por corações como os vossos e os nossos, é perfeito para apresentar a nossa festa. Esperávamos muito por este dia. E o dia chegou. Somos rainha e princesas, mas não queremos ser servidas por vocês, ao contrário, estaremos ao vosso lado levando o nome de Bom Princípio. Vem, dá-me a tua mão. Todos juntos vamos nesta caminhada. Deixemos de lado nossas diferenças e somemos nossas qualidades. E assim, mostremos ao mundo que é possível ser tal um moranguinho: vistoso e saboroso. Nosso município é assim. Nossa festa é assim. Um mix de culturas e o encontro com o melhor moranguinho que há. Ajude-nos nesta importante missão. Somos todos Festa Nacional do Moranguinho. Somos todos Bom Princípio”, finalizou com a voz embargada por lágrimas que estavam prestes a se desprender.

EM NOME DA COMISSÃO

Presidente da Comissão Organizadora da 18ª edição da Festa Nacional do Moranguinho, Leandro Dewes, fez ponderações pontuais em seu discurso, evidenciando que o município é para todos, sejam nascidos ou não em Bom Princípio. Aproveitou para conclamar a todos a participarem da festa, ajudando na divulgação de maneira direta ou indireta.

“Como presidente da Festa Nacional do Moranguinho, em sua 18ª edição, tenho a imensa satisfação de saudar a todos, em especial à nossa corte, afinal, o nosso reino é representado por nossas soberanas.
Esta é a festa da pluralidade, realizada em Bom Princípio para os seus filhos, aqui nascidos ou radicados, e também feita para apresentar a nossa terra a milhares de pessoas. Não só nossa terra, mas a fruta símbolo deste local, bem como nossos queridos agricultores que a cultivam. Só com o esforço deles é possível fazer estas maravilhas com os morangos, que todos nós tanto apreciamos.
Saúdo e agradeço o apoio recebido da prefeitura municipal, através do prefeito municipal Fábio Persch e nosso vice prefeito, Sr. João Weschenfelder e também o apoio da Câmara de Vereadores, através do presidente João Augusto Rodrigues da Silva. Em nome da comissão organizadora rendo o meu agradecimento a todos que conosco respiram ares de festa do Moranguinho e conclamo à comunidade a participar da organização desta festa que é nossa.
Somos todos parte desta história, assim, reforço a cada um de vocês um pedido: divulguem a festa do Moranguinho para os seus amigos e familiares. Há muitos tipos de publicidade, nos mais diferentes canais de mídia, mas, nenhum é tão eficaz quanto o olho no olho. Levem o nosso convite a todos, de modo que, entre 6 e 22 de setembro tudo conduza à nossa festa. Sim, uma festa nossa. É uma festa de todos, sem diferenciação de credo, cor ou afeição. 
Agradeço a oportunidade recebida e peço aplausos à toda comissão organizadora, pois uma grande festa é feita de pessoas para pessoas. Cuidemos do que é nosso e venham participar da 18ª Festa Nacional do Moranguinho”, versou o presidente Dewes.

O DISCURSO DO PREFEITO
Sentado à primeira fila, ao lado de sua esposa, Lilian Juchem, e do vice-prefeito, Joãozinho Weschenfelder, o prefeito Fábio Persch foi chamado à falar e abriu mão do que havia traçado inicialmente. Falou de coração aberto, rendendo agradecimentos a todos que se envolvem com a Festa do Moranguinho e com Bom Princípio como comunidade. Mencionou a força do conjunto em favor do povo e lembrou de todos os que se envolvem no dia-a-dia do município. Sem ser protocolar, mas não deixando de ser enfático, Persch enalteceu o passado de Bom Princípio e a principal vocação local desde os tempos mais remotos: a agricultura.
“O município espera colher este ano cerca de 1,5 milhões de quilos de sua fruta símbolo, que é produzida por 85 famílias. Além da qualidade que deu fama aos morangos bom-principienses (e ao próprio município), a fruta é uma das principais referências para manter os produtores em suas terras. Inclusive as novas gerações que estão permanecendo nas propriedades e se qualificando para tocarem adiante os negócios das famílias”, iniciou o prefeito lembrando que o trabalho do campo é também importante para Bom Princípio quanto qualquer outro. “Cada qual, com a sua vocação e dedicação, trabalham por nosso município. Agradecemos a cada bom-principiense, de ontem, de hoje e do amanhã. Temos que pensar à frente”, mencionou.
Segundo o prefeito o desenvolvimento da sociedade está relacionado ao sentimento de amor que há para com o município, e isso é tão farto e evidente em Bom Princípio quanto o moranguinho, vistoso e saboroso, que estava disposto às mesas.
Ao falar da câmara de vereadores, que se comprometeu com a festa fazendo também repasse de valores para melhorias no parque, citou o presidente da casa João Augusto Rodrigues da Silva. Mas, ao falar da comissão organizadora não se voltou apenas ao presidente Leandro Dewes, lembrando que a equipe é formada por dezenas de pessoas que trabalham de maneira voluntária e abnegada. 
E, deixando para falar ao final da corte da festa, que hoje é bandeira de Bom Princípio, Fábio Persch agradeceu, também, às embaixatrizes que estavam na plateia, lembrando que elas, assim como as soberanas, representam a beleza e a sapiência mulher do município. 
Ao final, conclamou a todos a participarem da Festa Nacional do Moranguinho. “Peço aqui aplausos a todos que ajudam na organização da Festa do Moranguinho e conclamo a cada cidadão a se envolver no evento que acontece de 6 a 22 de setembro. Bom Princípio a todos espera, venha até nós”, finalizou.

COQUETEL E FOTOS
Estavam todos ali, juntos e misturados. Soberanas, moranguetes, comissão organizadora, comunidade, autoridades, enfim, estavam todos unidos em torno de um mesmo motivo: a 18ª Festa Nacional do Moranguinho, a mais linda vitrine de Bom Princípio, faça chuva ou faça sol.

Os presentes ao evento não tiveram apenas oportunidade de assistir as Meninas Cantoras e a Orquestra WBK. Puderam também concorrer a passaportes para festa do Moranguinho e mais, ao final, foram conduzidos ao hall de entrada do Centro de Eventos, para degustarem das delícias do moranguinho.
Resultados do Curso de Sabores em um Reino de Bons Princípios, sob a coordenação da culinarista Paula Teresinha Specht e de Carla Maria Specht, com o apoio da Emater, os pratos dos mais variados foram apresentados e dispostos ao público que, assim, saiu do centro de eventos com um gostinho de quero mais. 

Continuar Lendo

Bom Princípio

Adilson Warken anuncia aposentadoria aos 32 anos

Publicado

em

O atleta com origem em Bom Princípio virou manchete nacional por conta de diagnóstico de problemas cardíacos

Não era exatamente a notícia que se gostaria de ouvir, mas já no final da manhã desta sexta, dia 12 de julho, a mídia especulava o encerramento da carreira de Adilson Warken, aos 32 anos. E a informação foi confirmada por ele próprio, Adilson, na tarde de sexta, em coletiva de imprensa.

Emocionado, sim, mas consciente de que está em primeiro lugar a sua vida e a proximidade com os seus familiares, Adilson anunciou estar encerrando a sua trajetória nos gramados por conta de um diagnóstico médico que apresenta problemas ligados ao coração.

“Eu não preparei nada em especial, eu vim aqui só agradecer por todo o apoio, todo o suporte do departamento médico do Atlético, diretoria e presidente, que não estava no Brasil, mas fez questão de me ligar e me dar todo o apoio. Agradecer à rapaziada que está aqui (os jogadores acompanharam a coletiva de perto), todos que estão aqui. É isso que me fortalece. Já que estou nessa condição, é isso que eu gostaria de receber, então eu realmente agradeço a todos vocês por tudo que vocês têm feito, não só por esse momento, por tudo que passamos nos últimos anos. A relação comigo foi sempre de muito respeito e muito apoio, inclusive do clube, no momento da minha chegada, da minha renovação ano passado, quando escolhi permanecer no Atlético, de coração. Tenho recebido uma série de mensagens nas últimas horas. Não pude ainda responder ninguém, esperei o pronunciamento oficial. Eu queria dizer, antes de tudo, que estou bem. Queria tranquilizar a todos. Estou bem, não tive nenhuma reação física nesse processo todo. Sempre estive muito bem, vinha treinando, me preparando pro clássico. A vida vai seguir, eu vou seguir aqui no dia a dia do clube, o clube já tem manifestado o interesse que eu permaneça aqui no dia a dia, colaborando da melhor maneira possível. Só tenho a agradecer, até então aqui tem sido tudo maravilhoso na minha vida pessoal e esportiva. Minha filha vai nascer dia 22. Tenho muitos motivos pra seguir, pra ser feliz. Então eu queria só fazer um pedido a todos vocês, principalmente da imprensa, que respeitassem esse momento que eu estou vivendo e tivessem todo o cuidado no momento de tratar dessa situação. Eu achei que ia ser mais fácil, que eu ia chegar aqui e ia ser mais fácil falar alguma coisa. Sei que minha família está sofrendo, todos estão sofrendo. Realmente peço que respeitem todo esse processo, como têm me respeitado até então, agradeço todo esse respeito que tiveram por mim. A vida vai seguir, com minha filha chegando, vou estar aqui junto dessa rapaziada, que tenho como irmãos. Acredito muito neles, eles ainda são a última chance que eu tenho de ganhar um troféu grande. Ainda tenho essa chance, acredito muito neles. Vou estar aqui nesse processo, ganhando ou perdendo, vou estar junto deles. A todos vocês, muito obrigado por tudo”

A informação anteriormente trazida pelos médicos dava conta de que Adilson foi diagnosticado com uma cardiomiopatia hipertrófica, uma doença cardíaca identificada durante exame realizado na pausa para a Copa América.

De acordo com os médicos o diagnóstico é claro e recomenda a não prática esportiva em nível profissional, todavia, nada impede que Adilson siga sua vida como cidadão e, quem sabe, ligado ao mundo do futebol, cumprindo os compromissos que tem com o Atlético Mineiro, onde até esta sexta atuava como jogador profissional. O médico do Atlético e da Seleção, Rodrigo Lasmar, disse que todos no clube estavam emocionados por causa da aposentadoria precoce do volante, sendo a aposentadoria uma maneira de preservar a vida do ser humano, estando isso, acima de tudo.

Revelado profissionalmente pelo Grêmio, onde teve destacadas temporadas, Warken jogou no Terek Grozny, da Rússia. Ano de 2017 voltou ao Brasil, jogando pelo Galo Mineiro. Sua origem no futebol teve ligação com a base do Caxias, onde foi descoberto pelo tricolor, mas antes disso atuou nos gramados do vale do Caí, com destaque por times como o Juventus de Feliz e o São José, de Santa Teresinha, comunidade onde vivem os seus familiares.

Há alguns anos recebeu o título de Cidadão Bom-Principiense, sob proposição do então vereador André Kercher, e aprovado por todos os edis, afinal, como poucos conduziu a bandeira de Bom Princípio.

“Antes de mais nada temos que pensar na saúde do amigo e de sua vida futura. Sempre nos orgulharemos dele”, cita Kercher

Casado com Deisinara Baumgratz, Adilson (como ele mesmo noticiou) será pai ainda este mês. Em um período de fortes emoções, acima de tudo, está a dignidade do ser humano. Se não mais pode seguir como jogador, poderá caminhar adiante, como homem e pai de família, buscando uma maneira digna de levar a vida. Contará, certamente, com o carinho de seus muitos amigos, sejam do mundo da bola e daqueles que o viram crescer, em Bom Princípio, com excelentes ideais.

Continuar Lendo

Trending