Conecte-se conosco

Feliz

Albano é prefeito e Junior o mais votado na Câmara

Publicado

em

No Vale do Caí, se houvesse uma bolsa de apostas no meio político, um dos mais cotados para a vitória era Albano Kunrath. E assim, como era esperado pela maioria dos conhecedores da política, ele, desta vez com Nélson Martini como vice, foi eleito, conduzido, assim, ao seu segundo mandato.
Albano, que foi vice de Cesar Assmann, acompanhou a reconquista econômica de Feliz e foi, dela, personagem importante. Depois da crise no final do século passado, com o fechamento de Antarctica e Parmalat, e no início deste século, com a saída da Reichert Calçados, Feliz, perdera muito do seu potencial, todavia, segue centro de uma região.
Kunrath e Martini têm o desafio de não serem grandes apenas em estatura física, mas em resultados de gestão. Terão que enfrentar problemas, sim, mas, especialmente, evitar novos fatos que depreciem a política local. Como a diferença de votos frente a Ângelo e Décio foi considerável, terão, agora, a oportunidade de buscar maior união na comunidade, para, quem sabe, unificar e pacificar Feliz, local onde as diferenças políticas, sempre, trouxeram resultados desfavoráveis ao crescimento.
“No meu modo de ver, com este pleito, está aumentando a responsabilidade e compromisso para trabalhar pelo bem-comum e desenvolvimento com a nossa Feliz”, citou o prefeito Albano, em entrevista na manhã de segunda.

NA CÂMARA JUNIOR É O DESTAQUE

Quando se fala no nome Junior, logo vem à mente um homem de pequeno porte físico, contudo, engana-se quem qualifica Junior Freiberger desta maneira. Beirando dois metros de altura e com três dígitos na balança, Junior é novato apenas na política, contudo, quando foi para o pleito, surpreendeu a muitos sendo mais votado dentre todos os candidatos de Feliz.
Tendo trabalhado na prefeitura de Feliz, Junior tem vasto conhecimento da coisa pública, assim, deixou seu nome a disposição dos eleitores para o legislativo. E não é que o novato foi eleito, e mais, teve a mais expressiva votação de todos?
Com 846 votos, Freiberger foi o mais votado e assim recebeu o reconhecimento da comunidade pela sua simplicidade e interesse por Feliz.

albanojunior-freiberger

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 1 =

Cultura

Em dia de Reis, Dom Remídio Bohn, servo de Deus, parte à morada eterna

Publicado

em

Seu nome não era Melchior, Baltazar e Gaspar. Era Remídio. Não era rei, como aqueles que visitaram o Menino Jesus na manjedoura. Era servo. Servo de Deus. Um servo que, tal o seu nome, remava em direção ao porto divino, acreditando, piamente, nos ensinamos deu seus pais, tementes à Deus.

Foi no dia dedicado aos Reis Magos, que viram Cristo Menino, que Dom Remídio Bohn, foi ver a face de Jesus, frente-a-frente. Em 6 de janeiro de 2018 despediu-se da vida terra e foi à morada eterna. Jovem ainda, com 67 anos, entregou a sua vida a Deus e desta partiu deixando um belíssimo legado de oração, fé e esperança.

Nascido entre os Bohn, dos muitos de Bohnenthal – nome dado à localidade de São Roque – estudou em colégio paroquial e depois ingressou no seminário. Era vocacionado a tal ponto que padre fosse ordenado, em 1975, pelas mãos de Dom Vicente Scherer. Seu lema latino OMNES FRATRES SUMUS (Somos todos Irmãos) deixava claro o seu jeito de pensar a vida e a sociedade.

De 1976 a 1977, foi assistente dos seminaristas no Seminário São João Maria Vianney, em Bom Princípio; de 1978 a 1980, foi professor no Seminário Menor São José, em Gravataí; em 1980 e 1981 foi Pároco na paróquia São Pedro de Poço das Antas; de 1982 a 1986, assistente dos seminaristas e depois reitor no Seminário Menor São João Maria Vianney, em Bom Princípio; de 1986 a 1992, diretor espiritual e assistente dos seminaristas no Seminário Maior de Viamão; de 1987 a 1988; pároco da Paróquia Santo Antônio, em Canoas; de 1993 a 1995; pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Porto Alegre; de 1996 a 2006, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Porto Alegre. Foi coordenador de pastoral do Vicariato de Porto Alegre, de 2002 a 2004; atuou também como Penitenciário da Arquidiocese, assistente espiritual dos Diáconos Permanentes, diretor da Sociedade Fraterno Auxílio e representante dos presbíteros.

Foi nomeado Bispo Auxiliar de Porto Alegre, aos 18 de janeiro de 2006, pelo Papa Bento XVI, com o título de UCHI MAIUS. Foi ordenado bispo na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, aos 17 de março de 2006. Desde 18 de janeiro de 2006, atuou como vigário episcopal do Vicariato de Porto Alegre, até 2010.

No dia 20 de abril de 2011 foi empossado por Dom Dadeus Grings como vigário episcopal do Vicariato de Guaíba, na sede do vicariato, a Paróquia Nossa Senhora do Livramento. Uma das missões de Dom Remídio é preparar aquela porção da Arquidiocese de Porto Alegre para no futuro ser uma nova diocese.

Durante a 49ª Assembleia dos Bispos do Brasil em Aparecida do Norte, no dia 10 de maio de 2011, foi eleito secretário do Regional Sul-3 da CNBB.

No dia 28 de novembro de 2011 o Papa Bento XVI o nomeou bispo da Diocese de Cachoeira do Sul. Tomou posse na Diocese de Cachoeira do Sul no dia 26 de fevereiro de 2012.

Havia algum tempo que lutava contra um câncer no pâncreas, ficando internado em instituição hospitalar. Ainda que estivesse no hospital, mantinha firme sua fé, rezando pela comunidade e pelos amigos que fizera na vida.

Os atos de despedida, que querido filho felizense, tiveram lugar em Porto Alegre, após na sua comunidade natal e enfim, no jardim da paz na diocese de Cachoeira do Sul.

Dom Remídio a muitos inspirou por sua vocação, tendo um sobrinho padre, Ângelo Bohn, e muitos outros, jovens de sua terra, tendo seguido o seu caminho. Agora, frente a Deus, repousará e olhará por todos os que amava, de mãos dadas com seu pai terreno, que partiu em idade centenária, e seu Pai Celestial.

 

Continuar Lendo

Bom Princípio

Em visita à doce Rosinha

Publicado

em

Ainda que Irmã Rosinha – de batismo Cecília Steffen – filhos não tenha, ela pode ser denominada como a atual matriarca dos Steffen do vale do Caí e de Poço das Antas. A religiosa, que se aproxima dos 90 anos, fez trabalhos magníficos por onde quer que tenha passado, deixando exemplos de bondade e bem querer. Assim, agora que a idade avança e ela está interna em um lar destinado para religiosos idosos, é a vez da família retribuir.
Sob os cuidados de Ivone Ruschel, sobrinha de Rosinha (e com uma grande semelhança física com ela), no dia 17, os familiares ligados a Emílio Steffen, irmão mais velho da religiosa, foram até São Leopoldo visita-la. Foram realizadas apresentações de Natal, com direito a música e orações, levando os idosos, e aos demais presentes, às lágrimas. Além de sobrinhos, como Ivone, Olavo e José “Iupi” Steffen, estiveram presentes sobrinhos-netos e sobrinhos-bisnetos, sendo todos saudados pelos idosos.
Rosinha, que por décadas trabalhou em Tupandi, tem alguma dificuldade de locação, contudo, se mantém bastante ativa e consciente, tendo boa memória e, ainda bem, muitas boas histórias para contar.

Continuar Lendo

Cultura

Cervejar é preciso

Publicado

em

O final da tarde de domingo promete. Se o estilo enxaimel do Hotel Candeeiro da Serra remete à Alemanha, o que dizer então se houver bandinha típica, batatas recheadas e um excelente chopp?
Pois essa será a tônica de domingo em Salvador do Sul, mais precisamente no alto da cidade, nas dependências do hotel. Marcado para iniciar as 16h e indo até as 21h, o lançamento da cerveja Sunset e a apresentação de demais produtos da cervejaria Kaltbach, será uma pedida e tanto. De acordo com os organizadores do evento, liderados por Sei Takahashi, que é um dos diretores da Kaltbach – e também do Bier Emporium, de Feliz – a ideia é trazer ao público uma nova opção.
Se o tempo ajudar a festa iniciará do lado de fora do hotel, em estilo biergarden (jardim da cerveja) para depois, ao anoitecer, se transferir para o restaurante. A animação ficará por conta da banda Polka, na cidade de Feliz, com direito a gaita, sopros, bumbo e tudo o que manda a tradição alemã.
Quanto à cerveja a ser apresentada, a Kaltbach Sunset Lager, remete ao cair da tarde. É chamado de hora dourada o período entre o dia e a noite em que o sol ilumina as paisagens com um brilho dourado que parece mágica. E é justamente essa sensação que traz a nova cerveja da Kaltbach, a Sunset Lager! Neste domingo, dia 20, você é convidado para o lançamento da Kaltbach Sunset Lager. Se trata de uma Vienna lager inspirada num estilo quase extinto proveniente da Áustria, seu país de origem, de bela coloração âmbar que contrasta com sua ótima espuma!
Mas não terá só Sunset Lager. Vai ter Pilsen e outras cervejas jamais. E, pra quem ainda não se convenceu, os chefs de cozinha prometem algumas delícias. Batatas recheadas, brusquetas e outros mais serão oferecidos pela casa para que novos sabores sejam conhecidos.
Quem também confirmou presença é o Food Truck da Guaxinin’s Pizza e Hot Dog. Assim, vai ter também excelentes lanches rápidos que podem ser adquiridos.
A expectativa é que um bom número de pessoas venha até o hotel Candeeiro da Serra, aproveitando a linda vista panorâmica e, também, as delícias da culinária alemã. A cultura precisa ser preservada e, nem sempre é tão fácil fazê-lo do que neste domingo. Os ingressos custam R$ 8,00 por pessoa, sendo que destes, R$ 3,00 serão destinados para o couvert artístico e o restante ao Hospital São Salvador. O lucro dos lanches rápidos, também, será revertido para fim social.
Além de encontrar diversão e entretenimento, é possível fazer uma ação social. Esta será uma oportunidade e tanto para quem quiser se divertir, também ajudando o hospital local. Nunca é tarde para conhecer algo novo.

Stammtisch no Bier

Na próxima quarta-feira é dia de Stammtisch, a noite alemã do Bier Emporium!
Estarão sendo servidas duas opções de pratos típicos: cuca com salsicha bock, por R$ 15, e joelho de porco com bolinho de batata e chucrute por R$ 40.
E não poderia faltar uma bandinha tradicional pra animar a festa, né? A Fröhliche Blaskapelle é autoridade no assunto! Com mais de 30 anos de história, essa galera tem seu berço justamente aqui no Bier Emporium, lugar onde tiveram a oportunidade de tocar pela primeira vez.
O couvert artístico é de apenas R$ 5,00. As reservas podem ser feitas via Facebook ou WhatsApp (51) 99617-9357, com Aline, até as 20h45 do dia do evento (16 de agosto).
Além das cervejas da Kaltbach, produzidas junto ao Emporium, haverá outras mais. Serão mais de 15 torneiras de chopp artesanal e, também, dezenas de rótulos diferentes para atender a todos os paladares.
Na última edição do Stammtisch um grande número de pessoas foi até o Bier Emporium, vindo de todos os recantos do vale do Caí, tendo a oportunidade de conhecer algo mais da cultura alemã. E nada mais justo que fazer uma festa germânica na Capital Gaúcha da Cerveja Artesanal, ainda mais em seu templo principal, dedicado à cerveja. A quarta-feira, caros leitores, promete.

An Salvador do Sul_25,3x34cm.indd DSC_1022 polka

Continuar Lendo

Trending