Conecte-se conosco

Geral

Salvador do Sul é destaque, novamente, na Expointer

Publicado

em

A Expointer deste ano foi diferente de todas as edições anteriores, afinal, foi híbrida, sem a presença de público e acessos através da rede mundial de computadores. Mas, só isso foi diferente, pois a grande campeã entre as Holandesas foi, novamente, de Salvador do Sul.

O título de grande campeã no julgamento da Raça Holandesa, na edição digital da Expointer 2020, foi uma vaca do expositor Carlos Jacob Wallauer, de Salvador do Sul (RS), de acordo com a premiação ocorrida na sexta-feira, dia 02.

Ela foi a melhor avaliada entre os 57 animais inscritos para a Expointer Digital, e com o número 312 no Box, a vaca também foi campeã na categoria Vaca Jovem no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A escolha se deu pelo jurado Fábio Fogaça, de acordo com ele, a campeã supera a sua reservada pelo seu próprio ubere com posterior mais alto, mais largo, mais definido no ligamento central, com muito mais qualidade e também mostrando muito mais profundidade e abertura de um modo geral.

Carlos Wallauer afirmou que foi muito emocionante a vitória. “A prova foi bastante disputada. Como o jurado falou, não existem palavras, ela é excepcional”, assinalou, para o site da Gadolando.

O trabalho realizado pela família Wallauer é de excelência e assim é reconhecido em todo o país, com títulos conquistados em várias competições.

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + seis =

Geral

Comitê Gaúcho da ONU Mulheres lança Campanha Máscara Roxa no Vale do Caí

Publicado

em

As 27 cidades de abrangência das associações dos municípios das regiões Carbonífera (Asmurc) e do Vale do Caí (Amvarc), no Rio Grande do Sul, recebem nesta terça-feira (28), às 10h30, o lançamento da Campanha Máscara Roxa, que permite às mulheres vítimas de violência doméstica denunciarem seus agressores em farmácias. A agenda é promovida pelo Comitê Gaúcho ElesPorElas, da ONU Mulheres

O lançamento será virtual, em uma plataforma de videochamada para reuniões. Participam representantes de órgãos de segurança, governo do Estado, Poder Judiciário, Legislativo e movimentos de mulheres que ajudaram a construir a campanha. Ainda foram convidados proprietários de farmácias, lideranças locais e representações de instituições e da sociedade. A imprensa também poderá participar e terá espaço para perguntas ao final. 

 

Como funciona a campanha

Lançada no dia 10 de junho no RS, a Campanha Máscara Roxa permite que mulheres vítimas de violência doméstica façam denúncias em farmácias. Ela começou com 600 farmácias, e já são mais de 1.300 unidades de cinco redes envolvidas. No Vale do Caí, 14 dos 20 municípios possuem estabelecimentos participantes. Já na região Carbonífera, cinco dos sete.

Até o momento, por meio da Campanha, 14 denúncias foram recebidas em farmácias de 12 municípios gaúchos: Porto Alegre, Canoas, Venâncio Aires, Capão da Canoa, Casca, Bento Gonçalves, Pinhal, Rio Grande, Taquari, Carazinho, Santo Antônio da Patrulha e Capão do Leão.

Todas as farmácias com adesão estão com o selo “Farmácia Amiga das Mulheres”, que serve para que as vítimas as identifiquem. Os atendentes receberam capacitação online para o procedimento e para garantir a segurança da vítima. Ao chegar na farmácia a mulher deve pedir a máscara roxa, que é a senha para que o atendente saiba que se trata de um pedido de ajuda. O profissional dirá que o produto está em falta e pegará alguns dados para avisá-la quando chegar. Após, o atendente da farmácia passará à Polícia Civil as informações coletadas, via WhatsApp, para que o órgão tome as medidas necessárias. 

Edegar Pretto, coordenador do Comitê Gaúcho e da campanha, lembra que qualquer farmácia pode aderir. Segundo ele, o objetivo é envolver também aquelas que não fazem parte de grandes redes, mas que estão em cidades menores. Interessados devem entrar em contato com o Comitê: 51 991993641 | comite.gaucho.elesporelas@gmail.com

A campanha foi motivada pelo aumento de casos de feminicídios no estado durante o período de isolamento, decorrente da pandemia do coronavírus. Nos meses de março, abril e maio 28 mulheres foram assassinadas por questões de gênero, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Somente em abril, o aumento foi de 66,7% em relação ao mesmo mês do ano passado. Ao todo, de janeiro a junho deste ano, 51 mulheres morreram vítimas de feminicídio no estado.

Dos 20 municípios do Vale do Caí, 14 possuem Farmácias Amigas das Mulheres

– Alto Feliz: Vida Farmácias

– Barão: Tchê Farmácias

– Bom Princípio: Farmácias Associadas / Vida Farmácias / Agafarma / Tchê Farmácias

– Feliz: Associadas / Vida Farmácias / Agafarma

– Harmonia: Farmácias Associadas / Vida Farmácias / Tchê Farmácias

– Montenegro: Farmácias Associadas / Vida Farmácias / Preço Mais Popular

– Pareci Novo: Vida Farmácias

– Portão: Farmácias Associadas / Vida Farmácias / Preço Mais Popular

– Salvador do Sul: Agafarma / Preço Mais Popular

– São José do Sul: Agafarma

– São Sebastião do Caí: Farmácias Associadas / Vida Farmácias

– São Vendelino: Vida Farmácias

– Tupandi: Vida Farmácias

– Vale Real: Farmácias Associadas

Continuar Lendo

Geral

Uvas reinam na montanha

Publicado

em

À sombra do Morro Canastra, nas proximidades da divisa com São Vendelino, não há grande romantismo no nome da localidade, mas, Canto Canela é um dos paraísos do vale do Caí quando o assunto é produção rural.

Iniciou na última semana a fase de colheita de uvas exuberantes, não apenas em sua beleza como no sabor. Sejam brancas, rosadas ou até com formatos inusitados (inclusive lembrando bananas), as uvas da propriedade da família Freiberger Andrioli são soberanas. Cachos com cerca de um quilo pendem do parreiral coberto e com tecnologia que conta com o aval da Embrapa.

Os irmãos Jair Fernando e Henrique Freiberger mostram muito conhecimento de causa quando falam das uvas que colhem ao lado dos visitantes. E são muitos os que vão até a localidade do interior de Alto Feliz. Para quem passa o centro da cidade, os parreirais ficam seis quilômetros distantes em uma contorcida estrada de chão. Com plaquinhas que indicam a direção a ser seguida, passando pelo Arroio Jaguar e indo ao Canto Canela, os visitantes se encantam automaticamente ao se depararem com as uvas.

Algo que prova que os visitantes se encantam foi a visita feita pela família Gasparin. Pequenos produtores de uva e vinho, em Salvador do Sul, Valdemira e Achiles (Ico) Gasparin, estiveram na propriedade dos Freiberger na sexta, dia 21 de fevereiro. “É impressionante a tecnologia usada. As uvas são muito bonitas e doces. Sabemos que dá muito trabalho, mas com um resultado desses a gente entende bem o sorriso de quem planta e colhe”, contou Ico Gasparin ao voltar para casa.

As uvas que no ano passado chegaram até ao presidente Jair Bolsonaro, levadas a ele pelo deputado Mauro Pereira, foram destaque, até, na grande mídia nacional. Com ou sem presidente como garoto propaganda, as uvas falam por si só.

As uvas paqueram seus observadores e vice-versa. E neste flerte entre uvas e pessoas o amor se confirma, pois todos voltam para casa com suas caixas repletas de Rubis, Benitakas, Itálias e Bananinhas, ditando as melodias românticas com aromas e sabor sem igual.

Continuar Lendo

Geral

Serra Fronteira faz a alegria dos pequenos

Publicado

em

Diz a lenda urbana de que o Papai Noel chega de trenó, mas, nos municípios da Encosta de Serra ele chega também de moto.

O Moto Grupo Serra Fronteira se uniu em nova ação social, de modo que levassem presentes às crianças de São Pedro da Serra, Salvador do Sul, Barão e Garibaldi. Na cidade da Serra entregaram presentes aos bombeiros que assim fizeram a alegria das crianças. No vale do Caí, em suas motos, vestindo vermelho, todos foram Papai e Mamãe Noel.

De acordo com Paulo Dariano Carvalho Pereira, o Foguinho do Alegrete, que integra o grupo a ação contou com as doações voluntárias de empresas e pessoas, engajando-se assim no espírito de Natal. “Fazer o bem para as crianças é um grande satisfação. Rodamos o centro das cidades e o interior levando aos pequenos a alegria do Natal”, citou Foguinho.

Continuar Lendo

Trending