Conecte-se conosco

Bom Princípio

Há cor de asfalto no Morro São Pedro

Publicado

em

A localidade de Morro São Pedro, em Bom Princípio, já convive com o ronco de caminhões e máquinas pesadas tem várias semanas, contudo, nesta quinta-feira pode acompanhar a imprimação asfáltica tão sonhada sendo iniciada.

A obra que tem um custo de R$ 2,4 milhões, sendo custeada com recursos do Finisa e da municipalidade. Além do asfaltamento em si e a preparação do terreno para que fosse realizada a obra, foram realizadas obras de infraestrutura pluvial. A obra tem 2 quilômetros de extensão, com 1,5 km no Morro São Pedro e outros 500 metros no Passo Selbach.

A obra está sendo executada pela RGS Engenharia, sendo de grande importância para o escoamento de safra.

Parte do  trecho ainda está com as obras de base sendo realizadas, assim é preciso muita cautela ao dirigir pelo local.

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 3 =

Bom Princípio

Fábio e Joãozinho vencem com diferença histórica

Publicado

em

O atual prefeito de Bom Princípio, Fábio Persch, jamais deixou a humildade de lado. Foi sempre um homem muito simples e, raramente, se dizia prefeito. Era o mesmo que jogava bola com os amigos ou se divertia nos eventos. Quando se apresentou como candidato à reeleição as pesquisas apontavam que a sua rejeição era baixíssima e assim renovou com Joãozinho Weschenfelder o seu acordo que já vigora desde 2016. Domingo as urnas confirmaram a vontade popular, sendo Fábio, ou simplesmente Perschinho reeleito com mais de 66,83%% dos votos.

A diferença de votos de Fábio e Joãozinho frente ao MDB de André Steffen e Rodrigo Ledur foi de 2837 votos, que é a maior da história da política local. Olhando pelo percentual de votos, confirma-se a expectativa e os comentários de rua que indicavam uma vitória de 2 por 1. Fábio e Joãozinho obtiveram 5.633 cotos, enquanto os adversários 2766.

Segundo o prefeito, até as 17h de domingo, ele tinha como partido o PSDB, agora, volta a trabalhar por todos, afinal o prefeito e o vice-prefeito são do Município, e não de uma sigla partidária. “Acredito ser possível unir esforços em favor da totalidade”, destacou Persch.

Foram eleitos como vereadores:

Gilmar Haas (Seco), Renato Krewer e Nestor Henz (PSDB), João Augusto Rodrigues da Silva (PTB) e Adriano Artus (PP). Os cinco formam a base aliada do governo, dando a maioria ao prefeito Fábio.

Letícia Chassot (a vereadora mais votada com 625 votos), Roberto Henriques, Fábio Juwer e Vanderlei Arnhold, do MDB.

Continuar Lendo

Bom Princípio

Reges Junges assume o executivo

Publicado

em

Por conta das férias do prefeito Fábio Persch e do vice-prefeito Joãozinho Weschenfelder, cabe ao presidente do legislativo de Bom Princípio, Reges Junges, assumir o cargo máximo do executivo municipal.
Reges ficará como prefeito até o dia 18 de novembro, tendo em vista atender as demandas da comunidade e gestionar a continuidade das obras que vem sendo realizadas.
Segundo Reges, que assume pela segunda vez a prefeitura, a oportunidade de estar prefeito é para poucos e representa uma honra, ainda que seja apenas por alguns dias.
Reges, que não é candidato neste pleito, deixou aberta a vaga no legislativo que agora foi assumida pelo suplente José Floribaldo Nienow.
“Estamos com obras de pavimentação sendo realizadas na sede e no interior, assim como outras tantas obras pelo município, visando a continuidade do progresso local”, destacou o prefeito em exercício.
Reges é filho de Sueli e Paulo Junges, tendo herdado o legado político do seu pai, que foi vereador na década de 1990.

Continuar Lendo

Bom Princípio

Aberta a colheita do Moranguinho

Publicado

em

Eis que os morangos, em forma de coração, já se destacam nas mesas das famílias gaúchas. E dentre eles, com o devido destaque, estão aqueles produzidos em Bom Princípio, com a qualidade que se faz reconhecida há anos.

A safra iniciou, oficialmente no dia 10 de agosto, sendo a primeira colheita feita pelas belas soberanas do município juntamente com o produtor Fabrício Seidl.

A propriedade rural da família de Fabrício é, sem dúvida, um exemplo da sucessão de gerações na vida do campo. Fabrício, que é a terceira geração da mesma família atuando na propriedade, dá prosseguimento ao trabalho iniciado por seu avô materno Ilmo Alles, de seus pais e de seus tios. Assim, com a mão de jovens lidando com a terra mostram que é possível, sim, manter e ampliar os trabalhos no campo com avanços tecnológico, associados à inspiração e transpiração. “Damos continuidade ao trabalho que foi iniciado há muitos anos, sendo o plantio de morangos importante para a nossa família e para o nosso município”, destacou Seidl, lembrando o trabalho do avô, do pai e dos tios que dedicaram seus dias à labuta rural.

Parte do calendário municipal de eventos, a abertura da safra neste ano teve ares mais intimistas, estando apenas as soberanas da Festa Nacional do Moranguinho em meio à lavoura representando a toda a comunidade. Mostrando que a vida não para nas lavouras, as soberanas promoveram a colheita de moranguinhos, valorizando assim a atividade rural que é a marca registrada de Bom Princípio.

Não há, em 2020, edição da Festa Nacional do Moranguinho estando a próxima agendada para 2021, mas a produção de morangos, é claro, não pode cessar. O pequeno fruto doce e de tom avermelhado segue tendo estrelato permanente em grande parte das mesas, assim, com a simbólica colheita feita por Caroline Reuss, Andressa Henz e Daniela Flach, inicia-se a safra do ano, na esperança que os saborosos frutos possam adoçar um pouco os meses que restam deste 2020 tão diferente do que todos sonharam.

Conforme a secretaria municipal da agricultura a expectativa de colheita neste ano é cerca de 680 mil quilos de sua fruta símbolo, que é produzida por 80 famílias. “A estiagem e depois as cheias trouxeram perdas, mas temos a esperança de uma boa safra. Em anos de Festa do Moranguinho, por motivos evidentes, a área plantada é maior e, consequentemente, a safra também”, citou o secretário da Agricultura Daniel Lermen. Além da qualidade que deu fama aos morangos bom-principienses (e ao próprio município), a fruta é uma das principais referências para manter os produtores em suas terras. Inclusive as novas gerações que estão permanecendo nas propriedades e se qualificando para tocarem adiante os negócios das famílias.

Alexandre Matusiak, extensionista da Emater, garante que o clima atual – mais quente durante o dia e frio a noite – tem favorecido o bom desenvolvimento das frutas, que deverão ter escoamento garantido no mercado, chegando doces, bem vermelhas e saudáveis ao consumidor. Com quase 50 anos de história neste cultivo, Bom Princípio é tida como a Terra Nacional do Moranguinho. A Emater/RS-Ascar, que atua por meio de parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado, apoia os agricultores em todas as etapas de produção da fruta.

De acordo com a Emater, que dá suporte aos produtores locais, a evolução se deu graças as melhorias como a introdução de estufas altas, que aumentaram a produtividade e possibilitam trabalhar em pé e cobertos da chuva – além de reduzir cerca de 80% a necessidade de insumos químicos. Além da própria produção orgânica, que conta com vários adeptos no município, e dos subsídios pagos pela prefeitura na compra de mudas importadas.

“Cabe lembrar que além da Emater e da Secretaria Municipal da Agricultura, o Sindicato de Trabalhadores Rurais, e as associações (Bom Morango e Eco Morango) também não medem esforços pelo êxito do trabalho do setor primário, valorizando, em especial, o cultivo da fruta símbolo do município”, pontua o vice-prefeito Joãozinho Weschenfelder que, também, é produtor rural e cultiva morangos junto com seus familiares.

Não por acaso, praticamente 100% da produção bom-principiense é vendida in natura no Ceasa, em Porto Alegre, e em marcados da Região Metropolitana e Serra. E, também não por acaso, o produto é marca de Bom Princípio, com direito a um pórtico gigantesco, no formato da fruta, no Parque Municipal.

“Vivemos dias diferentes de tudo o que conhecíamos até aqui de tal forma que precisamos nos adaptar. Nos afastamos das pessoas por precaução, mas jamais poderíamos nos afastar da nossa fruta símbolo, afinal, alimentação saudável e de sabor sem igual sempre fará parte de nossas vidas. Valorizamos, em especial, aos que cultivam a terra, que produzem alimentos, e assim, com a abertura da safra do moranguinho estamos reconhecendo o esforço de tantas famílias em trazer às nossas mesas o que há de melhor em Bom Princípio”, salienta o prefeito Fábio Persch.

Não se tratava do Jardim do Éden, mas era na localidade do Paraíso, na propriedade da família Seidl, a abertura da safra. Havia no local as encantadoras soberanas, representando a beleza da gente de Bom Princípio, e claro, frutas, as melhores frutas: morangos!

Fotos: Juli Klering/Divulgação

Texto: Alex Steffen

Continuar Lendo

Trending