Conecte-se conosco

Bom Princípio

Joãozinho Weschenfelder é do PTB

Publicado

em

ELE TAMBÉM ASSUMIU A PRESIDÊNCIA DO PARTIDO EM BOM PRINCÍPIO

O vice-prefeito de Bom Princípio, João Guilherme Weschenfelder, antes filiado ao PPS (partido hoje com o nome de Cidadania), estava há algum tempo sem filiação partidária, todavia, mantinha a sua linha de pensamento, atuando, sempre, ao lado da administração municipal, com o compromisso com Fábio Persch sendo respeitado.

Na última sexta-feira, atendendo a um convite feito pelo presidente da câmara de vereadores, João Augusto Rodrigues da Silva e pelo deputado federal Maurício Dziedrick, Joãozinho, como é mais conhecido, assinou filiação partidária no PTB.

O partido que é tradicional e já teve nomes como Getúlio Vargas em suas fileiras, agora passa a contar com Joãozinho Weschenfelder, que foi vereador em vários mandatos e, neste momento, está vice-prefeito de Bom Princípio.

De acordo com Joãozinho, a opção pelo PTB foi feita por conta da história do partido e da possibilidade de conseguir, junto aos deputados, emendas e recursos para Bom Princípio. “O PTB é um partido forte e estruturado e isso ajudará também na nossa caminhada em favor de Bom Princípio”, citou Joãozinho.

De acordo com Robson Ferreira Guimarães, um dos líderes do PTB, o partido está muito feliz em receber o seu novo filiado, na certeza de que novos nomes também virão compor a sigla acompanhando Joãozinho.

O PTB de Bom Princípio faz parte da base de governo de Fábio Persch, tendo um secretário (Volmir Hauser) e também servidores que atuam na casa. Conta, também, com o presidente do legislativo, João Augusto Rodrigues da Silva e, ainda, outros nomes de muito peso. “Sabemos da proximidade que as nossas lideranças do PTB com os deputados estaduais e federais e, também, da ligação com o nosso vice-governador”, contou Joãozinho argumentando sobre a mudança.

Weschenfelder havia recebido proposta também de outros partidos, contudo, optou pelo PTB, já que o partido é de base aliada do governo Fábio Persch, do qual ele, Joãozinho, é o vice-prefeito, e peça importante na gestão.

No ato da filiação, ocorrido na convenção realizada em Nova Colúmbia, Weschenfelder foi abonado pelo deputado Maurício, que, também, teve o aval do deputado Dirceu Franciscon (no ato representado pelo assessor Chico Leindecker). O presidente da câmara, João Augusto Rodrigues da Silva e o secretário Volmir Hauser também abonaram a ficha do novo filiado de peso no PTB.

“Acreditamos ser possível conquistar mais para Bom Princípio e para a nossa administração trabalhando junto com o PTB. Temos deputados que podem nos apoiar em Brasília e, assim, possibilitar conquistas também para a nossa comunidade. A ideia que se tem é de construir reforçando ainda mais o grupo que se tem. Não queremos dividir, mas somar em favor de Bom Princípio”, destacou Joãozinho, horas antes da filiação, reforçando o mesmo quando da reunião neste dia 28.

A nova Comissão Executiva Municipal foi confirmada com Joãozinho estando presidente, contando ainda com Volmir José Hauser (vice-presidente), Vilmar Klering (secretário-geral), Bruna Leindecker (secretária-adjunta), Robson Ferreira (tesoureiro-geral), João Augusto Rodrigues da Silva (tesoureiro-adjunto) e Neuri Hartmann (secretário jurídico).

Como vice-prefeito, Joãozinho é bastante ativo, participando da administração ao lado de Fábio Persch (PSDB), em uma constante busca de melhorias para Bom Princípio.

Foto: Luciano Soehn



Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =

Bom Princípio

Cemitério Público será no Bom Fim

Publicado

em

Diferente dos boatos, a área de instalação não tem detritos ou dejetos ligados ao antigo centro de reciclagem

Tem um final a novela que já transcorre há quase duas décadas em Bom Princípio fazendo relação à implantação de um cemitério público, inclusive com envolvimento da justiça que também buscava por uma solução. E esta solução vem através do esforço da Comissão Pró-Cemitério Público em parceria com o executivo municipal. Assim, de maneira consensual ficou definida a instalação do Cemitério Público no Bom Fim, em uma área de 10 hectares pertencente ao município e que poderá ser dividida para várias finalidades. Cabe destacar que o local do cemitério público não é o mesmo em que funcionava a célula de reciclagem de lixo, pois esta ocupava apenas 5% da área total.

Depois de longas semanas de conversas e reuniões, inclusive a realização de uma audiência pública conduzida pela Comissão Pró-Cemitério Público, houve um consenso na definição do local. 
“Estamos esperando há, pelo menos, 14 anos, por isso e, hoje (sexta, dia 28 de junho) ficou definido que o Cemitério Público vai ser uma realidade até o final deste ano. Parabenizamos o esforço do executivo e do legislativo”, destacou o pastor Derli Rosário, da Comunidade Cristã. 
O prefeito Fábio Persch convocou reunião no seu gabinete na manhã de sexta, apresentando, junto com o jurídico e o setor de engenharia um projeto para a implantação do Cemitério Público. Ainda que não atendendo documento proposto pela Comissão Pró-Cemitério Público, que indicara a comunidade de Arroio das Pedras, o prefeito apontou, através de sua assessoria, os motivos de opção pelo Bom Fim, que receberá o empreendimento público. E, após a argumentação muito bem embasada, pensando na praticidade, nas questões ambientes e na economicidade, todos presentes à reunião concordaram com a opção feita.
“Para nós, da Comunidade Cristã Remir, o local da instalação é de menor importância. Vemos que o direito do repouso dos nossos entes se fará respeitado, com um grande esforço da administração que atende este pedido que já tem muitos anos”, mencionou o Pastor Ivanes Meneghetti, logo no começo da reunião.
Presidente da comissão que liderou as discussões, o vereador João Augusto Rodrigues da Silva foi igualmente responsável pelo trabalho, junto aos demais vereadores e integrantes da comissão. Buscando por alternativas, inclusive visitando uma série de locais como Arroio das Pedras, Bom Fim Médio, Piedade. A comissão havia argumentado em favor de Arroio das Pedras, mas o principal interesse era encontrar uma solução viável, junto à administração. E isso foi alcançado na reunião da sexta-feira.
Diferente do que é argumentado por alguns contrários à instalação do cemitério no Bom Fim, a área que receberá o “jardim da paz” público, é apropriada, tem liberação ambiental, e não teve utilização anterior. “Trata-se de uma área de 10 hectares, do município, e que, em apenas um dos lotes, havia uma célula de reciclagem. Todos os outros lotes estão intactos e ambientalmente habilitados para o empreendimento”, destacou Raul Welter, que é topógrafo e atua no setor de engenharia da prefeitura. Pelo mesmo setor, a bióloga Sabrina Maurer Schuh, pontua favoravelmente ao Bom Fim, alegando que a área possibilita várias opções para a implantação do cemitério, inclusive, com a implantação deste em meio a um harmônico horto ambiental.
A comunidade católica, representada por Léo Inácio Klering, também defendeu a implantação do cemitério público, lembrando que, até hoje, o município alugava gavetas para o repouso eterno daqueles que não eram ligados ao catolicismo. “Trata- se de um dever público proporcionar um sepultamento digno ao cidadão munícipe. A implantação do cemitério público atende uma demanda de muitos anos, especialmente a partir da emancipação quando da migração de pessoas nesta região. Os cemitérios particulares existentes já não atendem a realidade atual. A implantação do cemitério público deixa toda a população mais tranquila e dá uma opção a mais para quem não deseja associar-se aos cemitérios já existentes. O custo da implantação, bem como da boa manutenção, sai do orçamento público, isto é, todos pagam por este benefício”, destacou.
Segundo a assessora jurídica da prefeitura, Silvana Afonso Dutra, por se tratar de uma área do próprio município e atender os princípios de legalidade e economicidade, e também suprir a demanda que há muitos anos existe, é pertinente a implantação do cemitério no Bom Fim Médio.
O vice-prefeito João Guilherme Weschenfelder que, ao lado de Fábio Persch, prefeito de Bom Princípio, foi sistemático em defender a instalação no Bom Fim Médio, lembrando que esta é uma área do próprio município e que, com o valor a ser investido em outra área, será possível fazer a instalação do cemitério. “Talvez nem todos queriam o cemitério público no Bom Fim, como nem todos o queriam no Arroio das Pedras, mas a questão em discussão vai muito além do local. Atendendo a necessidade da comunidade como um todo, o que não foi feito até hoje a respeito deste assunto, estaremos cumprindo com o nosso dever”, frisou Weschenfelder.
O prefeito Fábio Persch, que abriu e finalizou a reunião, manteve a serenidade que é sua marca pessoal, alegando que o investimento a ser feito é elevado, mas, de fundamental importância pela dignidade humana, tanto dos que se vão quanto daqueles que ficam. “Acredito que assim respeitaremos a vontade das pessoas que, qualquer que seja o seu credo, tenham assegurados um sepultamento”, mencionou o prefeito, alegando ainda que, o cemitério será implatado com o sistema de gavetas, possibilitando ampliação do mesmo sempre que houver necessidade, afinal, a área é ampla. “Acreditamos que até o final do ano ou no começo do ano que vem já tenhamos a primeira fase deste trabalho concluído”, argumentou Fábio Persch.
Cabe lembrar que a área a ser utilizada para o cemitério público, como afirma o setor de engenharia, é apropriada, devendo ser apresentado, em algumas semanas, um projeto de como será o mesmo. O que se tem definido, com aval das partes, é que o Cemitério Público será no Bom Fim Médio, algumas dezenas de metros da rua principal do bairro, em um local de total sossego e tranquilidade para uma morada eterna.

Podem alguns chamar inapropriada a instalação do Cemitério no Bom Fim, como outros acham o mesmo quanto ao Arroio das Pedras. O certo é que há a necessidade da implantação do mesmo, de forma que a não existência de um cemitério público de acordo com todas as normas ambientais e legais era algo inaceitável. Resolve-se, assim, um problema de longa data em Bom Princípio, podendo o município ser um exemplo em toda a região, afinal, poucos são aqueles que têm cemitérios públicos.

Continuar Lendo

Bom Princípio

Vai ter mais asfalto em Bom Princípio

Publicado

em

Ao menos três ruas do interior serão asfaltadas neste ano, além de ser feito calçamento em outras vias

Na tarde desta quarta, em Porto Alegre, o prefeito Fábio e o vice-prefeito Joãozinho Weschenfelder, junto com demais autoridades assinaram documentação que libera recursos financeiros para Bom Princípio. E estes vão ser investidos em pavimentações asfálticas.

“Eu fui prefeito e sei como é difícil fazer a zeladoria da cidade. Por isso, vocês estão de parabéns por estarem com a saúde financeira dos municípios em dia em tempos tão difíceis financeiramente”, disse o governador no início do seu discurso, aplaudido pela plateia repleta de prefeitos.

“Precisamos fazer um trabalho coletivo. O Estado, diminuindo as burocracias e facilitando o desenvolvimento. Vocês, nos municípios, investindo nas demandas prioritárias, de forma a estimular as pessoas a viverem e empreenderam nas nossas cidades gaúchas, como estamos , agora, formalizando com o Badesul Cidades”, disse o Governador Eduardo Leite.

Jeanette Halmenschlager Lontra reforçou que o banco está à disposição das prefeituras não apenas para liberar os recursos para financiamentos, como para apoiar tecnicamente a estruturação de projetos de captação de recursos. “Nossa missão é colaborar para o desenvolvimento de todos os gaúchos”, afirmou a presidente do Badesul.

Estiveram no ato, também, secretários de estado e deputados, dentre os quais Dirceu Franciscon, que, ao final do protocolo, chamou Eduardo Leite para rápida conversa com o prefeito de Bom Princípio.

O ANÚNCIO DAS PRIMEIRAS OBRAS

Depois de obras de asfaltamento no Mambuí e na Rua dos Gerânios, com recursos próprios, beirando 1,5 quilômetros no total, nesta quarta, dia 26, veio o anúncio tão esperado: serão asfaltados neste ano, ainda, trechos nas localidades de Bom Fim Médio, Nova Colúmbia e Passo Salseiro. E mais, o prefeito Fábio Persch anunciou ainda a pavimentação com PAV’s no loteamento Gauger e na localidade de Paraíso. 

A assinatura no Badesul aconteceu na tarde de quarta-feira, confirmando a liberação de R$ 4,5 milhões para a prefeitura de Bom Princípio, já com a devida aprovação da Câmara de Vereadores, sendo, assim, confirmado o projeto de asfaltamentos nas comunidades de Bom Fim Médio, Nova Colúmbia e Passo Salseiro. E este valor ainda será acrescido com contrapartida da prefeitura.
A obra no Passo Salseiro abrangerá uma metragem linear de 900 metros, passando diante de um grande número de residências, terminando nas proximidades da divisa com Harmonia. Segundo o setor de engenharia o projeto, será feito, através do asfaltamento, um núcleo urbano mais apropriado, pois lá reside um grande número de famílias e o movimento de veículos, no local, é muito grande. Nesta estrada cruzam, também, um grande número de caminhões em um ir e vir de Harmonia, sendo esta via de ligação de empresas e também veículos privados entre o município vizinho e a RS 122.
Outro trecho de asfaltamento confirmado será na localidade de Nova Colúmbia, em continuidade à pavimentação na via principal da comunidade, no caso, a rua Hugo Afonso Engeroff. O asfaltamento da estrada, em direção a Barão, começará algumas centenas de metros depois da Capela de São Marcos (onde termina o trecho pavimentado atual) e seguirá por 1.415 metros, atendendo dezenas de famílias que moram no percurso. Fica facilitada, também, a possibilidade de ir e vir para a localidade de Linha Francesa Baixa, no vizinho município de Barão. “Esta é uma antiga reivindicação de nossa comunidade e vamos atender este anseio de tantos anos”, pontua o vice-prefeito João Guilherme Weschenfelder, que é residente em Nova Colúmbia.
A maior das obras de pavimentação anunciada, com 1.908,65 metros lineares, será na comunidade do Bom Fim Médio. Iniciando nas proximidades do viaduto sobre a RS 122, no centro da cidade, e indo de encontro a RS 452, encostando no calçamento já existente. A via corta a localidade fora a fora, unindo-a ao centro e ao Bom Fim Alto. Será uma via de extrema importância para o escoamento de safra e de produção, e também uma alternativa para quem vai do interior de Bom Princípio à Feliz, não precisando assim, usar as movimentadas rodovias estaduais. “Esta estrada será pavimentada de modo que os bairros tenham interligação asfáltica entre si, dando maior fluidez no trânsito e segurança para os usuários que hoje fazem o percurso em chão batido”, destaca Raul Welter, que integra o setor de engenharia do município.
Entre as obras de asfaltamento confirmadas agora, pelo prefeito, e as já executadas no Mambuí e na rua dos Gerânios, serão milhares de metros de pavimentação asfáltica em um ano. “O intuito, contudo, se nos permitir a saúde financeira através de recursos que conseguimos economizar nos primeiros anos de mandato, poderemos fazer asfaltamento ainda em outras localidades. Se não for neste ano, será no princípio do ano que vem. Mas faremos, sim, mais asfaltamentos, mas não podemos precisar, ainda, onde e quando, pois não queremos gerar expectativas”, destacou o prefeito Fábio Persch.
O prefeito e o vice prefeito anunciaram, também, a pavimentação linear de, pelo menos, 900 metros, em PAV’s na localidade de Paraíso. Por ser uma área alagável, é feita a opção por calçamento, sendo mais fácil o escoamento das águas das chuvas em direção ao lençol freático, impedindo, assim, que aumente a quantidade de água que escorre ao Rio Caí. O PAV’s é uma solução viável e interesse para a comunidade que assim como outras localidades do município deixa de conviver com barro e pó. Este trecho, assim como outros que receberão PAV’s serão feitos com recursos da municipalidade. As obras no Loteamento Gauger devem, também ser iniciadas em breve, já sendo realizadas as medições para o início da pavimentação comunitária, possivelmente, em duas etapas.
“O financiamento do Badesul é parte do recurso a ser utilizado nas obras, pois usaremos, também, recursos próprios da prefeitura para atender o desejo do povo”, destaca o vice-prefeito João Guilherme Weschenfelder. De acordo com ele, financiamentos são uma prática comum para todas as prefeituras sendo, de modo geral, um adiantamento de receita para investimentos de grande porte. “Uma vez havendo asfaltamento ou PAV’s reduz-se muito os custos de manutenção das vias e aumenta-se a qualidade de vida dos moradores, desta forma, isso tudo deve ser, também, contabilizado como algo vantajoso”, citou o vice-prefeito.
É sabido que o projeto de pavimentação asfáltica é o anseio de todas as comunidades, mas, com a cautela de sempre, o prefeito Fábio Persch faz o anúncio das obras apenas quando tem absoluta certeza de sua viabilidade.
“Encaminhamos o projeto ao Badesul ainda no ano passado, e no começo deste ano tínhamos tudo de acordo com o que foi pedido, mas, esperamos o momento da assinatura para fazer o anúncio das obras, de maneira que, agora, se tem a certeza da realização das mesmas”, pontuou o prefeito Persch que lembra que, agora, iniciará o processo licitatório, para, depois serem feitas as obras de infraestrutura e base asfáltica e, então, de asfaltamento em si. Acredita-se que, durante o segundo semestre do ano, as obras sejam entregues às comunidades. “Sabemos que o povo espera ansioso, assim como nós, mas pedimos, ainda, um pouco de cautela e cuidado redobrado, pois estas estradas estarão em obras”, finalizou o prefeito Fábio Persch.
A formalização do Badesul foi realizada em Porto Alegre, junto ao governador Eduardo Leite, estando presentes ao ato, o prefeito Fábio Persch, o vice-prefeito Joãozinho Weschenfelder, secretários municipais de Bom Princípio, além de servidores do setor de engenharia. 
Na solenidade deste dia 26 de junho, no Palácio Piratini, em Porto Alegre, foram beneficiados 28 municípios, com repasses na ordem de R$ 51 milhões. Em abril, com liberação de R$ 80 milhões, foram beneficiados outros 12 municípios, dentre os quais Feliz. 
“Cabe destacar que um grande número de pessoas se envolveu neste projeto, de modo que a liberação de recursos possibilitasse fazer asfaltamentos diversos. Parabenizo a todos os setores da municipalidade que se desdobraram para que tudo desse certo”, finalizou o prefeito Fábio Persch.
O prefeito lembra ainda que dentro dos projetos futuros de Bom Princípio está a revitalização do antigo traçado da RS 122, sendo realizado em vários momentos, já que se trata de uma obra de grande porte.
Para a realização das obras de pavimentação anunciadas, a municipalidade entrará com uma contrapartida considerável. Além dos R$ 4,5 milhões que vêm do Badesul, a prefeitura entrará com uma contrapartida mínima de R$ 855 mil, mas este valor deverá ultrapassar a faixa de R$ 1 milhão, dependendo do que apontar o processo licitatório.
O certo é que a pavimentação asfáltica nos bairros de Bom Fim Médio, Passo Salseiro e Nova Colúmbia são um passo importante, em uma construção gradual de um sonho de modernização através de obras de infraestrutura. “É no dia após dia que conseguiremos fazer obras, esperamos atender ao máximo de comunidades possíveis, atendendo as demandas como foi no Mambuí, e agora será no Bom Fim, no Passo Salseiro e na Nova Colúmbia”, pontuou ao final o prefeito vibrante ao fazer o anúncio da obra.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 26.06.2019 – Governador Eduardo Leite durante assinatura de financiamentos do Badesul Cidades. Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini
PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 26.06.2019 – Governador Eduardo Leite durante assinatura de financiamentos do Badesul Cidades. Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

Continuar Lendo

Bom Princípio

Intermunicipal é do Quinta Neles

Publicado

em

O Campeonato Intermunicipal do Vale do Caí conheceu seus campeões de 2019 nas cobranças de penalidades.
Na Categoria Aspirantes, o Santo Inácio saiu na frente, mas viu novamente o Aliança buscar o empate. Como o 1 a 1 repetiu o placar da 1° partida, a decisão foi para a marca da cal. Davi, goleiro do Santo Inácio, fez a defesa que garantiu o título da equipe de Bom Princípio.
Nos Titulares, o Santo Inácio entrou em vantagem por ter vencido o Quinta Neles na partida de ida. A vantagem poderia se ampliar quando Ednilson Tanque teve pênalti a sua disposição. Porém, o goleiro Bruno catou a cobrança e ainda viu Dodô balançar a rede para o time de Harmonia 10 minutos mais tarde.
O 1 a 0 levou a decisão novamente para a marca da cal. E o goleiro Bruno estava abençoado. Primeiro pegou a cobrança de Lins. Dico chutou na trave. E por fim, o goleiro catou a cobrança de Garoni. Enquanto isso, Silvio, Rafinha e Fininho converteram suas cobranças e deram o 1° título da competição ao Quinta Neles.

As fortes emoções foram marca da fase definitiva do Intermunicipal do Vale do Caí, estando, a qualidade do jogo em si, prejudicada pela tensão. Se na primeira partida houve atletas expulsos, na segunda, tudo mais tranquilo por conta de Leandro Vuaden que estava no apito.

Pela primeira vez, uma equipe de Harmonia chegou ao título neste formato do Intermunicipal. Em 1996, em um campeonato regional semelhante, Harmonia havia vencido, então com o time que levava o nome da cidade. Já, no Intermunicipal, o Quinta Neles impediu o triunfo do Santo Inácio que, se tivesse vencido, seria o maior campeão. Os maiores vencedores, com quatro títulos, junto com o Santo Inácio, são Aliança e Juventus.

Informações e imagens: Marcelinho Werkhausen/Radio Vale Feliz

Continuar Lendo

Trending