Conecte-se conosco

Cultura

E São Vendelino vai a Sankt Wendel

Publicado

em

Poderíamos dizer que seria um encontro entre santos homônimos, mas a reunião de moradores de São Vendelino e Sankt Wendel pode ser tido como uma reunião que transcende o tempo e o espaço, afinal, a separação feita pelos anos e os continentes será desfeita por algumas semanas.

Na tarde desta segunda, o Prefeito Municipal Evandro Luis Schneider embarcou, acompanhando o Grupo de Danças Folclóricas Alemãs Sankt Wendel, à viagem para a Alemanha. Ainda que trate de uma viagem oficial, autorizada pelo legislativo, o prefeito está rumando à Europa sem custos para os cofres públicos.
Em parte da viagem o prefeito estará cumprindo agenda oficial, com visita ao prefeito de Sankt Wendel, Peter Klär, no dia 27, e do Governador de Saarbrücken, no dia 29. “Irei aproveitar o momento oficial para não apenas confraternizar como também estreitar laços, fazendo o convite oficial para que os nossos irmãos alemães nos visitem na Kerbfest, de 2019, e na Stadtfest, de 2020”, frisou o prefeito.
A comunicação com os alemães não haverá de ser problema algum, pois em São Vendelino pratica-se, com total fluência, o dialeto do Saarland, região de onde vieram os imigrantes à cerca de 150 anos. Nestas visitas oficiais também será possível apresentar a cultura teuto-brasileira aos alemães, com os belos trajes do Grupo de Danças Sankt Wendel, inspirados na cultura da região que eles estarão visitando.
Além das apresentações que farão de maneira isolada, em cidades como Sankt Wendel e Tholey (cidade irmã de Alto Feliz). Na sexta e no sábado, os integrantes do grupo de danças estarão, também, em Nohfelden, cidade irmã de Feliz, onde se encontrarão com a orquestra da cidade vizinha. Juntos, músicos de Feliz e dançarinos de São Vendelino, difundirão a união de culturas, estreitando os laços com os alemães do Saarland, no domingo. Já se sabe que alemães de outras regiões, como o Hunsrück e o Mosel, irão até Nohfelden para assistir o grupo.
Enquanto estiver na Alemanha, Evandro Schneider fica sucedido por Margarete Maria Kurmann Gosenheimer, que está prefeita em exercício por duas semanas. Aproveitando da viagem, a partir de 30 de julho, até o dia 8 de agosto, o prefeito Evandro Schneider estará de férias.
“Aos que viajam desejamos sucesso total em sua empreitada, levando a nossa cultura, assim como esperamos que, atendendo ao convite de nosso prefeito, os alemães também venham a nós”, destacou a vice-prefeita Margarete, agora no exercício do cargo de prefeita.
O prefeito viaja ciente de que o trabalho do executivo será mantido, com a mesma transparência e seriedade que é marca da gestão.

Margarete estará prefeita por duas semanas

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − um =

Bom Princípio

Soberanas brilham e trajes são lançados

Publicado

em

Se a ideia era construir pontes entre Brasil e Alemanha, reforçando o intercâmbio com Klüsserath, esta, de pronto, foi alcançada no lançamento dos trajes das soberanas da Festa Nacional do Moranguinho, até porque, ninguém melhor que os grupos de danças Winterschneiss e Meine Freunde para representar a questão cultural. Contudo, bandeiras e trajes típicos foram apenas um chamarisco para atrair os olhares. Viriam, atrás das bandeiras, estonteantes, as soberanas da festa mais gostosa do Brasil.

Andressa Henz e Daniela Flach foram as primeiras a serem chamadas, para que depois, como princesas, ladeassem a rainha Caroline Reuss. Flashes espocavam de todos os lados, mas não eram necessários, pois o sorriso da corte da 18ª Festa Nacional do Moranguinho dispensava holofotes.

OS VESTIDOS

Os vestidos das Soberanas da 18ª Festa Nacional do Moranguinho, tem estilo colonial que vem trazendo o retrato da agricultura. O maior símbolo da nossa festa é a fruta do morango, mas sem o seu ator principal, o agricultor não seria possível a construção de tão grande festa.

O vestido da rainha retrata o cuidado com o plantio, a terra vem representada pelo marrom, que está associado à natureza, ao conforto e a simplicidade. Também é a cor que nos liga ao que vem da terra, trazendo estabilidade e confiança. Os morangos que são plantados nela, estão espalhados pela vestimenta demonstrando o carinho com que se manuseia essa fruta saborosa e delicada. O dourado vem trazer o trabalho de muitas mãos para que o cultivo da nobre fruta seja bem realizado.

A cor dourada está profundamente relacionada a tudo aquilo que indica riqueza, poder, prosperidade e vitórias. Para os cristãos, o dourado é uma cor divina associada a imagem de Jesus Cristo. Para eles, os ensinamentos de Jesus são reluzentes como o ouro. E nosso maior tesouro são os nossos morangos.

O vestido das princesas representa o cuidado com a fruta, desde a semente, as folhas, o solo e toda a preparação do berço dos mais saborosos morangos. Cor refrescante, o verde está relacionado ao elemento madeira e representa longevidade, força e esperança, crescimento, renovação e plenitude. E o marrom neste traje traz a segurança de uma base sólida e estável para confiar no trabalho daqueles que tanto cuidam dos nossos alimentos. Novamente aqui os morangos são gentilmente apresentados como em sua colheita, lindos, fartos, vivos e brilhantes.

As mangas em telas douradas, trazem o gostinho colonial que vem do berço da colonização alemã, tradição, cultura e religiosidade são representados por uma peça única e distinta, que amarra com maestria o verdadeiro sentido da Festa Nacional do Moranguinho, a crença de um povo trabalhador.

O trio soberano em sua formação representa não só uma festa, mas uma crença, a fé no homem e no solo que manuseia, a solidez de muitos anos de pratica e cuidado, o carinho e o amor com que trabalha, produz, planta, colhe e leva até seus moradores e visitantes. Mais uma vez nossa festa vem elevar sua maior riqueza, a agricultura.


AS PALAVRAS DA CORTE

Em discursos movidos pela emoção, as soberanas falaram frente ao grande público do centro de eventos.

“As cores e bordados que aqui apresentamos são parte da simbologia de um Reino de Bons Princípios. E para nós, um bom princípio é sermos humildes, caridosas, afetuosas, simpáticas, enfim, um bom princípio é sermos doces tal a nossa festa. Nem todos os dias nos sentimos dispostas a sorrir, mas quando pensamos que representamos ao nosso município, a nossa festa, de pronto volta o brilho à nossa face. É assim que queremos que vocês o façam. Todos os dias. Acordem e busquem por felicidade, sejam a felicidade. Vocês são nossos aliados em bem divulgar a Festa Nacional do Moranguinho. Sintam-se, todos, convidados a fazer parte desta festa e, tragam seus familiares, amigos, enfim, venham todos. Setembro é logo ali e esperamos por vocês com o que temos de melhor em Bom Princípio: moranguinhos e alegria de viver”, falou a presidente Andressa Henz, como primeira a usar do microfone.

“Quando criança, ainda menina pequena, víamos histórias de rainhas e reinos, mas eu, sinceramente, não me imagina em meio a esta corte, no dia de hoje. Nos despimos de todas as questões pessoais para viver, com estes belos trajes, momentos de encanto sem fim. Mas, mesmo que tudo possa parecer tão diferente, frente a vocês, acreditem, somos as mesmas de sempre. Repletas de orgulho por nossa terra do Moranguinho. Tenham em nós não uma corte intocável ou perfeita, mas pessoas que valorizam a sua comunidade na essência. Cantem e vibrem conosco, afinal, é nossa a Festa Nacional do Moranguinho. Uma festa para todos, onde há o encontro das pessoas e as delícias do morango. Você é o nosso convidado a participar da mais gostosa festa do Sul do Brasil”, pontuou, com brilho nos olhos, Daniela Flach.

Viria então a fala oficial da rainha Caroline Reuss, que de pronto quebrou o protocolo questionando: “Precisa dizer que estamos muito felizes?”. A resposta era tão óbvia quanto é a beleza do trio de mulheres bom-principienses. 
“Muito boa tarde queridos e queridas! O sentimento que se tem na vida jamais poderá ser descrito em palavras. Assim, não ousaria aqui explicar o que estamos sentindo. Mas, certamente, é uma prévia do que iremos viver, com total intensidade, a partir de hoje. Um domingo com ares de inverno aquecido por corações como os vossos e os nossos, é perfeito para apresentar a nossa festa. Esperávamos muito por este dia. E o dia chegou. Somos rainha e princesas, mas não queremos ser servidas por vocês, ao contrário, estaremos ao vosso lado levando o nome de Bom Princípio. Vem, dá-me a tua mão. Todos juntos vamos nesta caminhada. Deixemos de lado nossas diferenças e somemos nossas qualidades. E assim, mostremos ao mundo que é possível ser tal um moranguinho: vistoso e saboroso. Nosso município é assim. Nossa festa é assim. Um mix de culturas e o encontro com o melhor moranguinho que há. Ajude-nos nesta importante missão. Somos todos Festa Nacional do Moranguinho. Somos todos Bom Princípio”, finalizou com a voz embargada por lágrimas que estavam prestes a se desprender.

EM NOME DA COMISSÃO

Presidente da Comissão Organizadora da 18ª edição da Festa Nacional do Moranguinho, Leandro Dewes, fez ponderações pontuais em seu discurso, evidenciando que o município é para todos, sejam nascidos ou não em Bom Princípio. Aproveitou para conclamar a todos a participarem da festa, ajudando na divulgação de maneira direta ou indireta.

“Como presidente da Festa Nacional do Moranguinho, em sua 18ª edição, tenho a imensa satisfação de saudar a todos, em especial à nossa corte, afinal, o nosso reino é representado por nossas soberanas.
Esta é a festa da pluralidade, realizada em Bom Princípio para os seus filhos, aqui nascidos ou radicados, e também feita para apresentar a nossa terra a milhares de pessoas. Não só nossa terra, mas a fruta símbolo deste local, bem como nossos queridos agricultores que a cultivam. Só com o esforço deles é possível fazer estas maravilhas com os morangos, que todos nós tanto apreciamos.
Saúdo e agradeço o apoio recebido da prefeitura municipal, através do prefeito municipal Fábio Persch e nosso vice prefeito, Sr. João Weschenfelder e também o apoio da Câmara de Vereadores, através do presidente João Augusto Rodrigues da Silva. Em nome da comissão organizadora rendo o meu agradecimento a todos que conosco respiram ares de festa do Moranguinho e conclamo à comunidade a participar da organização desta festa que é nossa.
Somos todos parte desta história, assim, reforço a cada um de vocês um pedido: divulguem a festa do Moranguinho para os seus amigos e familiares. Há muitos tipos de publicidade, nos mais diferentes canais de mídia, mas, nenhum é tão eficaz quanto o olho no olho. Levem o nosso convite a todos, de modo que, entre 6 e 22 de setembro tudo conduza à nossa festa. Sim, uma festa nossa. É uma festa de todos, sem diferenciação de credo, cor ou afeição. 
Agradeço a oportunidade recebida e peço aplausos à toda comissão organizadora, pois uma grande festa é feita de pessoas para pessoas. Cuidemos do que é nosso e venham participar da 18ª Festa Nacional do Moranguinho”, versou o presidente Dewes.

O DISCURSO DO PREFEITO
Sentado à primeira fila, ao lado de sua esposa, Lilian Juchem, e do vice-prefeito, Joãozinho Weschenfelder, o prefeito Fábio Persch foi chamado à falar e abriu mão do que havia traçado inicialmente. Falou de coração aberto, rendendo agradecimentos a todos que se envolvem com a Festa do Moranguinho e com Bom Princípio como comunidade. Mencionou a força do conjunto em favor do povo e lembrou de todos os que se envolvem no dia-a-dia do município. Sem ser protocolar, mas não deixando de ser enfático, Persch enalteceu o passado de Bom Princípio e a principal vocação local desde os tempos mais remotos: a agricultura.
“O município espera colher este ano cerca de 1,5 milhões de quilos de sua fruta símbolo, que é produzida por 85 famílias. Além da qualidade que deu fama aos morangos bom-principienses (e ao próprio município), a fruta é uma das principais referências para manter os produtores em suas terras. Inclusive as novas gerações que estão permanecendo nas propriedades e se qualificando para tocarem adiante os negócios das famílias”, iniciou o prefeito lembrando que o trabalho do campo é também importante para Bom Princípio quanto qualquer outro. “Cada qual, com a sua vocação e dedicação, trabalham por nosso município. Agradecemos a cada bom-principiense, de ontem, de hoje e do amanhã. Temos que pensar à frente”, mencionou.
Segundo o prefeito o desenvolvimento da sociedade está relacionado ao sentimento de amor que há para com o município, e isso é tão farto e evidente em Bom Princípio quanto o moranguinho, vistoso e saboroso, que estava disposto às mesas.
Ao falar da câmara de vereadores, que se comprometeu com a festa fazendo também repasse de valores para melhorias no parque, citou o presidente da casa João Augusto Rodrigues da Silva. Mas, ao falar da comissão organizadora não se voltou apenas ao presidente Leandro Dewes, lembrando que a equipe é formada por dezenas de pessoas que trabalham de maneira voluntária e abnegada. 
E, deixando para falar ao final da corte da festa, que hoje é bandeira de Bom Princípio, Fábio Persch agradeceu, também, às embaixatrizes que estavam na plateia, lembrando que elas, assim como as soberanas, representam a beleza e a sapiência mulher do município. 
Ao final, conclamou a todos a participarem da Festa Nacional do Moranguinho. “Peço aqui aplausos a todos que ajudam na organização da Festa do Moranguinho e conclamo a cada cidadão a se envolver no evento que acontece de 6 a 22 de setembro. Bom Princípio a todos espera, venha até nós”, finalizou.

COQUETEL E FOTOS
Estavam todos ali, juntos e misturados. Soberanas, moranguetes, comissão organizadora, comunidade, autoridades, enfim, estavam todos unidos em torno de um mesmo motivo: a 18ª Festa Nacional do Moranguinho, a mais linda vitrine de Bom Princípio, faça chuva ou faça sol.

Os presentes ao evento não tiveram apenas oportunidade de assistir as Meninas Cantoras e a Orquestra WBK. Puderam também concorrer a passaportes para festa do Moranguinho e mais, ao final, foram conduzidos ao hall de entrada do Centro de Eventos, para degustarem das delícias do moranguinho.
Resultados do Curso de Sabores em um Reino de Bons Princípios, sob a coordenação da culinarista Paula Teresinha Specht e de Carla Maria Specht, com o apoio da Emater, os pratos dos mais variados foram apresentados e dispostos ao público que, assim, saiu do centro de eventos com um gostinho de quero mais. 

Continuar Lendo

Cultura

Aberta a safra em Pareci Novo

Publicado

em

Como parte da ampla programação prevista pela 3ª Festa da Cultura Alemã, o município de Pareci Novo realizou na terça-feira (09/07), a primeira edição abertura da safra de bergamota da variedade Pareci. O ato simbólico que formalizou o início da colheita foi realizado na propriedade da família Rocha, no sítio da agroindústria Novo Citrus, da localidade de Coqueiral. Na ocasião estiveram presentes autoridades, representantes da Emater/RS-Ascar e de outras entidades, agricultores e estudantes, entre outros.

A ideia de abrir a colheita da bergamota Pareci, registrada pela Embrapa, surgiu como uma forma de valorizar a fruta cítrica que dá nome ao município – nos moldes do ocorre com as bergamotas Caí e Montenegrina, que são homenageadas em eventos semelhantes nos municípios de São Sebastião do Caí e Montenegro respectivamente. “Para nós trata-se de uma oportunidade de divulgar as nossas potencialidades e reafirmar a importância do nosso setor primário”, enfatizou o prefeito de Pareci Novo, Oregino José Francisco.

Com uma área plantada de cerca de 30 hectares no município, a expectativa é de que possam ser colhidas cerca de mil toneladas da fruta em Pareci Novo. Com uma safra curta – posicionada entre o final do ciclo da Caí e o início da Montenegrina, em agosto, a Pareci tem tido de destaque pela grande quantidade de suco e pelos frutos amarelos e doces. “Não por acaso, pretendo duplicar a área plantada com esta variedade, atualmente em 500 pés, já no próximo ano”, destaca o anfitrião da tarde, Willian Rocha.

Com um ciclo mais curto, a Pareci ainda não tem a expressividade de uma Montenegrina, por exemplo, que somente em Pareci Novo possui quase 600 hectares plantados. “Mas apesar de ser de ciclo curto, o fato de ela render de 15 a 20 por cento de suco a mais por fruta, acaba sendo um diferencial”, salienta Rocha, que há mais de 20 anos mantém uma agroindústria para a produção de sucos – entre eles o de bergamota – no sítio da família. Com um diferencial: todos eles são orgânicos.

Além de sucos de outros sabores, como laranja, abacaxi, manga e uva, Willian, a esposa Maria Helena e outros familiares trabalham com um mix diversificado de mais de 30 produtos, entre geleias, molhos de tomate, biomassa e mousse. Durante o evento a família fez um breve relato de sua história, que inicia nos anos 90, onde o casal era empregado da indústria no Polo Petroquímico, até chegar a atualidade, onde possuem destaque internacional na produção de frutas orgânicas. “Para nós esta trajetória é motivo de orgulho”, avalia Maria Helena.

Além da abertura oficial da safra, com direito a foto oficial no pomar, o evento contou ainda com plantio simbólico de pés de bergamota – feito por alunos de escolas locais e representantes de entidades -, passeio pela propriedade, música e um amplo café colonial com mais de dez variedades de produtos a base de citros. Entre as autoridades, além do prefeito, estive presente o gerente adjunto da Emater/RS-Ascar, Carlos Lagemann, que saudou a família “que quebrou paradigmas, retornando ao meio rural para produzir alimentos de qualidade”.

Caminho do Coração

Como parte das ações realizadas durante a abertura da safra, produtores que integram o Circuito Caminho do Coração – que envolve propriedades de São José do Sul e de Pareci Novo -, divulgaram a rota turística, que passa em frente ao sítio da Novo Citrus. No circuito, os visitantes podem apreciar belas paisagens, se conectar com a natureza, conhecer a cultura local e saborear a gastronomia típica. “Nossa intenção é a de valorizar cada vez mais o turismo, seja melhorando as estradas da região ou instalando placas com informações”, enfatizou o prefeito.

3ª Festa da Cultura Alemã

Realizada de 05 de julho a 04 de agosto, a 3ª Festa da Cultura Alemã busca integrar a comunidade por meio de uma série de ações e atividades realizadas no município que é conhecido como Capital das Flores, Mudas e Frutas. Além da aguardada Festa da Colônia, que encerra as festividades no dia 04 de agosto, na Praça Miguel Arraes, a partir das 9h, outras ações, como a abertura da safra de Flores e Mudas e da Bergamota Pareci, já ocorridas, além de confraternizações, espetáculos culturais, encontros de comunidades, baile da terceira idade, ciclo de palestras, entre outros, estão previstas na programação.

Texto e imagens: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional Lajeado – Jornalista Tiago Bald

Continuar Lendo

Cultura

Kerbfest enaltece diversidade cultural

Publicado

em

Se o nome da festa remete à cultura alemã, nada mais justo que a manutenção de essência do evento. A Kerbfest, em sua 16ª edição, em 2019, terá mais do que nunca atrações voltadas à cultura alemã, sem esquecer, é claro, da diversidade cultural.
A 16ª Kerbfest acontece nos dias 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de outubro, com inúmeras atrações que serão divulgadas gradualmente. Já no evento de lançamento da festa, com a apresentação dos trajes, foram anunciadas algumas atrações do evento, tendo, inclusive, show nacional com a dupla Hugo e Tiago. A dupla irá se apresentar no dia 19 de outubro, em uma noite voltada ao público jovem. Esta dupla surgiu através do programa da Rede Globo que revelava novos talentos musicais chamado FAMA. A sintonia entre os dois começou no programa assim que notaram que compartilhavam do mesmo gosto musical. Os artistas já se apresentaram no estado do Rio Grande do Sul, sempre com grande sucesso, e diferente não será em São Vendelino.
Cabe destacar ainda a participação de muitas bandas renomadas, como Os Montanari, Os Atuais, Brilha Som, Barbarella, Banda K’necus, Banda Choppão e tantas outras. “Gradualmente vamos divulgando as atrações as datas em que estarão em São Vendelino, mas, podem todos esperar por uma festa com a nossa marca: simplicidade e alegria”, pontua o prefeito Evandro Schneider, que integra a comissão organizadora do evento.
De acordo com o prefeito, uma das diferenças na organização da Kerbfest está na descentralização da comissão, de modo que um grande número de pessoas haverá de se envolver, ficando, cada equipe responsável por ações em seu setor específico. “A descentralização deixa a gestão mais integrada, de modo que não esteja envolto apenas a equipe da prefeitura. Se a festa é da comunidade, é a comunidade que deve se envolver com a organização. Desta forma, novamente vamos propor e oportunizar a exploração de espaços às entidades e à comunidade de São Vendelino, com envolvimento direto na organização, recepção e atendimento aos visitantes”, pontuou o prefeito Evandro.

– COMISSÃO ORGANIZADORA:
A comissão ficou assim formada, lembrando que mais pessoas da comunidade podem participar das comissões de organização:

COORDENAÇÃO GERAL:
Evandro Luis Schneider, Margarete Maria Kurmann Gosenheimer e Marlí Lourdes Oppermann Weissheimer

COMISSÃO DE PUBLICIDADE E IMPRENSA: 
Jaqueline Ledur Flach, Licete Martiny e Jéssica Stockmanns

COMISSÃO DE DIVULGAÇÃO:
Diely Audibert Schaefer, Cristiane Haefliger, Franciele Werle, 
Ana Paola Fritzen, Andréa Willrich Schneider e Martina Seibert

COMISSÃO DE RECEPÇÃO:
Mariana Becker Machado, Caroline Ledur, Karen Cristine Beckenbach, Patrícia Becker, Morgana Oliveira, Francini Werle, Caroline Fischer Schaefer, Polliana Ledur, Sirlei Fischer Schaefer e Joice de Conto Pegoraro

COMISSÃO DE ORNAMENTAÇÃO E DECORAÇÃO:
Josefa Hoffelder Dalcin, Denise Bonfanti, Cláudia Kerber, 
Elizandra Fritzen, Janira L. S. Fritzen

COMISSÃO DE ATIVIDADES CULTURAIS:
Aloir Pittelkov, Daniele de Souza e Wuilliam Sergio Born Mello

COMISSÃO DE CONTRATAÇÃO:
Paulo Renato Kirch, Raquel Klein, Luana Weissheimer, 
Gerenides Maria Schafer, Neimar José Reichert

COMISSÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE E VIGILÂNCIA SANITÁRIA:
Inácio Lírio de Souza, Odair Beuron, Laís Koller Dewes, 
Daniel Baumgarten e Tatiane Bruchez

COMISSÃO DE INFRA-ESTRUTURA, SEGURANÇA E LIMPEZA:
Anderson Martins, Paulo José Schaefer e Douglas E. Assmann

ESPAÇO DO AGRICULTOR:
Emir José Kuhn, Márcia Ruff e José Jair Jahn

BEBIDAS:
Daniel Becker e Adriano Ludwig

COMISSÃO DE FINANÇAS:
Julio Cesar Seibert Bernardi, Simone Seibert, Sandra Haas e Roberto Luis Lutz

DESFILE E HISTÓRIA:
Janete Ines Persch e Camila Wagner Reichert

– STAMMBIER
Dentre as atrações da festa e que remetem à colonização alemã, algo que deverá ser reeditado, pois na Kerbfest anterior foi um tremendo sucesso, é o Stammbier. Uma mesa disposta com duas equipes, uma de cada lado, disputando quem bebe a mesma quantidade de chopp no menor tempo. Homens e mulheres estão sempre prontos para a disputa.
Por falar em “Bier”, a bebida oficial da Kerbfest, como reza a tradição local, é o chopp Pilsen da Urwald, afinal, a cervejaria é uma das marcas registradas do município e grande atrativo de turistas e visitantes ao Pequeno Paraíso.

– A DIVULGAÇÃO
A rainha Diely Audibert Schaefer e as princesas Cristiane Haefliger e Franciele Werle estão prontas para divulgar o evento que ocorre em outubro. E o melhor de tudo isso: estarão lindamente vestidas.
E a divulgação, desta vez, terá lugar também fora do Brasil, afinal, uma das soberanas, a princesa Cristiane Haefliger irá viajar com o grupo de danças para Sankt Wendel, cidade irmã de São Vendelino. O Grupo de Danças Sankt Wendel levará não somente a bandeira de São Vendelino como também da Kerbfest, convidando para que da cidade irmã venham também ao Pequeno Paraíso. A Kerbfest também terá como atração a banda de rock and roll “Die Eis Boys”, da Alemanha.

– OS TRAJES
Através da imaginação e do profissionalismo da estilista Cláudia Kerber nasceram os belíssimos vestidos do novo reinado da Kerbfest. Os trajes foram idealizados por Cláudia Simone Kerber, e confeccionados em Caxias do Sul, por Diva Araldi e bordados por Vilma Silvestre.
Segundo Cláudia, os trajes das soberanas remetem à terra, às raízes de nosso município e tradições de nossos antepassados.
O traje oficial é formado por peças sobrepostas, visando a praticidade durante o uso. Com blusas em organza na cor nude (cor da pele), saias em tafetá, em nude dourado para as princesas e coral para a rainha, podendo serem usadas na versão longa e curta, para os dias mais quentes. Para arrematar o traje, corselets com amarrações, na cor café.
As saias e os corselets contém bordados em alto relevo, com motivos florais (rosas). Os trajes são adornados com renda guipir e acabamentos em dourado, com algumas pedrarias.

E assim se inicia uma grande festa!! A 16ª Kerbfest!
Dias 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de Outubro, venha para São Vendelino! 

Continuar Lendo

Trending